Fontes de Proteína

  • PROTEÍNA DO ARROZ

 

 

 

 

 

 

 

 

Esta é uma proteína vegetal de excelente qualidade, baixas quantidades de carboidratos e 

gorduras. É rica em aminoácidos de cadeia ramificada (BCAAs) e glutamina. O consumo da proteína do arroz contribui para a manutenção e o ganho de massa muscular, além da recuperação pós treino.

A proteína de arroz é uma fonte proteica alternativa para vegetarianos, pessoas alérgicas ao leite, ovos, soja e intolerantes a lactose. A proteína do arroz  não apresenta nenhuma restrição. Você pode misturar em sucos, água, leite, shakes e em qualquer outro alimento.

O ideal é ingeri-la logo após o treino, assim como o whey protein e você também pode tomar em outros horários, como no lanche da tarde, por exemplo, ou antes de dormir. Como ela pode ser misturada livremente a outros alimentos você nem sentirá o sabor dela que não é 

ruim.

                        

       

 

  • PROTEÍNA DE ERVILHA

 

A proteína isolada da ervilha possui uma quantidade bastante equilibrada de aminoácidos e oferece elevada biodisponibilidade. Também possui os aminoácidos essenciais, que são aqueles que precisamos adquirir através da alimentação já que o nosso corpo não é capaz de produzir. Como aminoácidos principais desse composto ganham destaque a arginina e a lisina.

É uma boa opção para pessoas que praticam exercícios físicos e apresentam hipertensão arterial. A arginina encontrada na proteína isolada da ervilha é um excelente agente vasodilatador e com isso acaba reduzindo a pressão arterial. Também por causa disso, indiretamente, esse suplemento também ajuda na prevenção de doenças renais que podem se desenvolver decorrentes da hipertensão.

Como a velocidade de absorção da proteína isolada da ervilha está entre intermediária e rápida, o ideal é que ela seja ingerida logo após o treino. Você também pode consumi-la em outros horários caso a ingestão de proteínas na sua dieta não seja suficiente. A forma de tomar é simples: pode ser misturada água assim com o whey protein, leite, com sucos, shakes proteicos e também pode ser utilizada como ingrediente de receitas de bolos e outras para 

agregar à refeição maior valor proteico. A proteína da ervilha é um ótimo agente anabólico.

                                 

  • PROTEÍNA DE SOJA 

   

Por ter grande valor biológico, a proteína de soja é absorvida rapidamente pelo organismo, utilizada em todos os processos no organismo que necessitam dos chamados “aminoácidos essenciais”.

Ela contém glutamina, que ajuda na recuperação após o treino; arginina, que dilata os vasos sanguíneos e, consequentemente, permite que os nutrientes cheguem mais rapidamente aos músculos; e BCAA. Além disso, a proteína da soja tem antioxidantes, que ajudam da reconstrução muscular, e isoflavona que ajuda a manter o colesterol saudável e aumenta a produção do hormônio da tireoide, que por consequência acelera o metabolismo. 

Você  pode consumí-la com água mineral  logo após o treino ou como lanche da tarde.

Por ter um sabor suave, pode ser acrescentado em receitas de bolos e panquecas caseiras.