Dica Saudável - Aromaterapia ajudando na cura da Depressão


Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) mostram que mais de 350 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem com a doença e indicam, ainda, que a incidência é mais forte no público feminino. Os principais sintomas são a falta de energia, alterações de humor, falta de interesse e motivação para as atividades cotidianas e crises de ansiedade.


Na verdade, a depressão é um distúrbio afetivo que acompanha a humanidade ao longo de sua história. No sentido patológico, há presença de tristeza, pessimismo, baixa autoestima, que aparecem com frequência e podem combinar-se entre si. É imprescindível o acompanhamento médico tanto para o diagnóstico quanto para o tratamento adequado.


A depressão pode atingir qualquer individuo, Não estabelecendo uma relação de classe social, nível cultural ou profissional. Qualquer pessoa das diferentes classes sociais, com qualquer nível cultural ou profissional pode viver este quadro de depressão .


O diagnóstico da depressão inclui:

  • Exame físico

  • Testes de laboratório

  • ​Avaliação psicológica

Somente um médico pode fazer um diagnóstico preciso, com base na causa da depressão, e oferecer uma terapia eficaz, aconselha-se consultar um médico o mais rápido possível se você suspeitar de depressão



Depressão tem cura


A chave para recuperar da depressão é começar por pedir ajuda. O apoio para a depressão pode vir de várias fontes, incluindo médicos, conselheiros de saúde mental, amigos e familiares.


O tratamento, assim como as causas e sintomas da depressão, difere de pessoa para pessoa. O que funciona melhor para uma pessoa pode não funcionar para outra, e por isso devem ser exploradas as várias opções de tratamento.



O que a Aromaterapia pode fazer


Aromaterapia, evidentemente, atua principalmente através do nariz, mas pode também atuar através do pulmão e da pele. Quando inalado, compostos aromáticos voláteis das plantas são capazes de exercer ações diretas ao cérebro, principalmente através do sistema límbico.


ATENÇÃO - busque sempre o acompanhamento de um profissional qualificado, a aromaterapia não substitui outras terapias, trabalha junto.



Óleo essencial de Alecrim

De fragrância estimulante e herbal, o alecrim facilita o aparelho digestivo a processar os alimentos, e a mente a processar e colocar ideias em ação. Verdadeiro tônico de vitalidade, especialmente útil se associado a massagens.


Óleo essencial de Bergamota

Ela empresta o seu frescor e vitalidade para aquele que entra em contato com o óleo de sua casca. Atua como calmante e antidepressivo, combatendo e tratando ansiedade, tensão, nervosismo e insônias. A bergamota ajuda a gestante a manter sua sensibilidade natural do momento, ligada aos aspectos positivos.


Óleo essencial de Gengibre

Óleo essencial de gengibre é um remédio natural eficaz para o tratamento de problemas emocionais como o medo, abandono e falta de auto-confiança e de motivação. Usando o óleo essencial de gengibre no difusor, velas aromáticas ou em banho pode ajudar a melhorar o poder de memória, alterações de humor deleite, tendência para procrastinar, desesperança, estresse, ansiedade, cansaço, agitação e depressão.

Óleo de gengibre é um excelente estimulante para a mente, corpo e alma. O aroma deste óleo incentivando reacende o fogo interior e concede o poder e confiança para o passo em frente e liderar com coragem e confiança.


Óleo essencial de Menta

“Tire o não da cabeça!”. Esse é o comando que a hortelã (ou simplesmente “menta”) dá para o cérebro. Combater a negatividade é um dos benefícios incríveis deste óleo essencial.


Óleo essencial de Laranja

O aroma de laranja desperta a alegria da criança interior. Pessoas que perderam o encanto pela vida, que têm dificuldade de sonhar, que se tornaram “adultos chatos”, podem melhorar com esse óleo, que pode ser diluído e borrifado no ar, assim como temperar alimentos como um bolo ou mesmo o cafezinho!


Óleo essencial de Lavanda

Os benefícios do óleo de lavanda já são utilizados há muito tempo na luta contra a depressão. Estudos mostram que ao difundir lavanda em sua casa, mulheres apresentam uma redução no aparecimento de ansiedade e depressão pós-parto, isto apenas com quatro semanas de aromaterapia. O uso de lavanda na aromaterapia também melhora o humor, evitando assim a depressão em pessoas que sofrem de transtorno de estresse pós-traumático. É comprovado que o óleo de lavanda, quando utilizado diariamente, ajuda a reduzir a depressão, minimizando drasticamente os distúrbios do sono, mau humor e também apresentando uma melhora na saúde geral das pessoas.



Óleo essencial de Ólibano

De depressão a ansiedade, enxaquecas e perda de memória – se você tem uma doença de origem no cérebro, o Olíbano pode ajudar! Primeiro de tudo, é um sedativo natural. Logo no início, ele foi usado para induzir sentimentos de paz, relaxamento e satisfação favoráveis à espiritualidade. Quando queimado, ele libera tetraidrocanabinol – um composto psicoativo de aumento de humor que pode agir como um estabilizador de humor, reduzindo os sintomas de depressão. Também trabalha para equilibrar os hormônios da tireoide que podem causar depressão, quando controlados devidamente.


Óleo essencial de Ylang-Ylang

O significado do nome ylang ylang é “flor de flores” e “fragrância das fragrâncias”. A fragrância do óleo essencial de ylang ylang é adocicada, floral e com toques apimentados. O uso do óleo essencial de ylang ylang é indicado para pessoas depressivas e que sofrem com hipertensão, pois ele é relaxante e baixa a pressão arterial. A insônia também é combatida com o uso do óleo, principalmente por meio de inalação. Na aromaterapia a fragrância de ylang ylang é usada nos tratamentos que trabalham a superação dos medos, da raiva e do ciúme.



Cuidado: os óleos essenciais são produtos altamente concentrados, não podendo ser usados diretamente na pele. Devem ser diluídos em óleos vegetais,cremes ou argilas. Podem ser usados em difusores.


A sua saúde em boas mãos.

484 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo