Miodesin™ | Tratamento Não-Hormonal na Miomatose Uterina


No Brasil, o número de mulheres com mioma é significativo. Especialistas estimam que 30% das mulheres em idade fértil que desenvolvem a doença têm queixas importantes, inclusive o receio de ter que retirar o útero.


Existem três tipos de mioma, classificados por sua localização. O tratamento vai variar de acordo com o tipo, o tamanho e os sintomas relacionados, tais como: sangramento uterino intenso e anormal (tanto durante a menstruação, quanto no meio do ciclo), dor abdominal ou durante a relação sexual, alterações na urina e anemia por deficiência de ferro.




O que é Miomatose Uterina?


Os miomas uterinos, conhecidos por leiomiomas ou fibromas uterinos, são tumores pélvicos sólidos, benignos de caráter estrogênio-dependentes, localizados no miométrio, que frequentemente acometem mulheres em idade reprodutiva. Em geral, os principais sintomas são: menorragia, desconforto pélvico, queixa de dismenorreia e dispareunia, que estão relacionados à localização, número, tamanho e alterações degenerativas concomitantes aos miomas.


Diversos tratamentos são descritos em literatura, dentre eles, os anti-inflamatórios. De acordo com o Consenso Nacional sobre Miomas Uterinos (2017), a fisiopatologia da menorragia associada ao mioma é caracterizada pela inflamação crônica local ou ulceração provocada pelos miomas submucosos, dentre outros.




O que é Miodesin™ ?


É um fitocomplexo extraído de plantas amazônicas, coadjuvante ao tratamento de miomas uterinos com atividades anti-inflamatória e antioxidante.


Os estudos com Miodesin demonstraram ser tratamentos eficazes para reduzir o volume uterino, sangramento e dor em pacientes acometida por miomas com ou sem endometriose.




Posologia/ Concentração


  • Via Oral: 250 a 500 mg ao dia.

  • Via Vaginal: 250 a 500 mg ao dia



Estudo Clínico


Miodesin™ em Pentravan® na redução de volume uterino em pacientes com mioma uterino e endometriose


Para avaliar a eficácia de Miodesin™, foi realizado um estudo clínico com 32 pacientes do sexo feminino com mioma uterino e endometriose.


Nesse estudo, o tamanho do útero foi determinado por ultrassonografia no início e após dois meses de tratamento, bem como coletadas amostras de sangue nesse mesmo período. A histeroscopia com biópsia endometrial foi realizada em 10 pacientes para avaliar o efeito no endométrio e no mioma.


As pacientes foram divididas em grupos: um deles recebeu Miodesin™ (500 mg/ dose) com Gestrinona Fagron (2,5 mg/ duas vezes por semana) em Pentravan®, enquanto outro foi tratado somente com Miodesin™ (500 mg/ dose) em Pentravan®, ambos via de administração vaginal.


No grupo que recebeu Miodesin™ com Gestrinona Fagron em Pentravan® foi observado a redução do volume uterino de 42%, enquanto no grupo tratado somente com Miodesin™ teve uma redução significativa do volume uterino de 22%. Os efeitos colaterais foram principalmente androgênicos no grupo tratado com Miodesin™ associado à Gestrinona Fagron, enquanto no grupo tratado com Miodesin™ isoladamente não apresentou reações adversas significativas.




Conclusão


Ambos os grupos citados demonstraram ser tratamentos eficazes para reduzir o volume uterino, sangramento e dor em pacientes acometida por miomas com ou sem endometriose. No grupo em uso exclusivamente de Miodesin™ foi demonstrado elevado potencial de segurança com ausência de efeitos adversos sérios.




Miodesin™ em Pentravan® no parâmetro de dor relacionada à endometriose


Em outra investigação clínica, pacientes diagnosticadas com endometriose profunda e apresentando dor pélvica foram divididas em dois grupos. No grupo A (n=20) as pacientes foram tratadas com Gestrinona Fagron em Pentravan® na dose de 2,5 mg ao dia, 2 vezes por semana, por via vaginal. No grupo B (n = 20) foi administrado Miodesin™ em Pentravan® na dose de 500 mg por dose (3 g), por via vaginal, associado a Gestrinona Fagron em Pentravan® na mesma dose do grupo A.




Conclusão


No grupo com Miodesin™ associado à Gestrinona Fagron a redução da dor foi significativamente superior ao tratamento com gestrinona isoladamente após dois meses de tratamento.





O que é Pentravan®?


É um promotor de permeação transdérmica da Fagron elaborado a partir de matriz de fosfolipídeos de origem vegetal, através de avançada tecnologia de formação de lipossomas. Atua aumentando a permeação cutânea de fármacos com elevada compatibilidade celular. Sua superioridade já é consagrada graças aos excelentes resultados clínicos que as formulações transdérmicas preparadas em Pentravan® vêm apresentando ao longo dos últimos anos, garantindo a confiabilidade dos prescritores e contribuindo para a saúde e bem-estar dos pacientes.



Observação!


Este tratamento deve ser sempre prescrito e acompanhado por um médico ginecologista. Nunca tome nenhum medicamento sem o consentimento de seu especialista.



A sua saúde em boas mãos.

Fonte: Material do Fornecedor | Fagron

4.013 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo