Dica Saudável | Autocuidado | Você merece!

Atualizado: 10 de dez. de 2021


O que é autocuidado?


Cultivar o autocuidado é aproveitar um momento para cuidar de você, de perceber e sentir seu corpo, aquietar a mente e usufruir do agora. Para cada um esse momento pode ser diferente, pode ser quando você lê um bom livro, exercita o seu corpo, cozinha aquela refeição favorita, vê aquele documentário/filme/série, cuida da sua pele fazendo uma máscara facial e corporal ou quando se conecta com um óleo essencial em uma automassagem.


Um momento para nós, para recarregarmos nossa energia. Como é importante ter um momento assim, ainda mais em tempos de crise, tempos de medo. Situações de estresse ou ansiedade em excesso podem transferir para o corpo o problema. Em tempos de isolamento, incertezas do que há de vir e como vão ser os próximos dias, podem vir a causar gastrite, palpitações, dores de cabeça e baixar nossa imunidade.


Por isso te convidamos a olhar para dentro. Mesmo com uma bagunça lá fora, encontre tranquilidade em seu interior. Permita-se filtrar as energias externas, buscar a paz no interior. Podemos nos imaginar como se fossemos um lago. Na superfície, o externo balança as água com ventania e chuva. Mas em sua profundidade, abaixo dessa turbulência, o lago se mantém sereno. Algumas técnicas e práticas ajudam nesse processo.


Nós da Boaformula seguimos juntos com você, levando saúde e qualidade de vida a todos. Hoje na Dica Saudável preparamos algumas dicas e técnicas de autocuidado para você cultivar em casa, aliviando sua ansiedade, renovando sua energia e equilibrando sua mente. Mente sadia, corpo sadio.



Práticas para cultivar autocuidado



Exercitar o corpo

Corpo em movimento é um corpo saudável! A prática regular de atividade física faz bem para a mente e o corpo e é recomendada para todas as idades. Os benefícios vão muito além de manter ou perder peso. Entre as vantagens para a saúde estão a redução do risco de hipertensão, doenças cardíacas, acidente vascular cerebral, diabetes, câncer de mama e de cólon, depressão e quedas em geral. Além disso, a atividade física fortalece ossos e músculos, reduz ansiedade e estresse e melhora a disposição e estimula o convívio social. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda 150 minutos semanais de atividade física leve ou moderada (cerca de 20 minutos por dia) ou, pelo menos, 75 minutos de atividade física de maior intensidade por semana (cerca de 10 minutos por dia).


É fundamental planejar a rotina para praticar atividade física e alcançar uma melhor qualidade de vida. Para aqueles que ainda não conseguem reservar o tempo ideal, qualquer atividade, ainda que de curta duração, já é uma importante evolução.


A prática regular de atividades físicas proporciona mais disposição para realizar outras tarefas, mais força, flexibilidade e capacidade funcional, entre muitos outros benefícios.



>> Yoga


Com origem há mais de dois mil anos, a yoga surgiu como uma filosofia de vida. Isso não quer dizer que a prática não seja, atualmente, considerada um caminho a seguir, mas, com o decorrer dos anos, é possível notar uma série de mudanças sofridas — exemplo disso é a forma como algumas pessoas enxergam a yoga no ocidente. Há quem realmente a abrace como uma verdadeira ideologia, já outros, no entanto, apenas como um método de atividades físicas que pode contribuir para o bem-estar, sendo que são diversos os benefícios da yoga. De um jeito ou de outro, uma coisa é certa: a prática acalma a mente e fortalece o corpo físico, emocional e espiritual — a própria palavra, inclusive, tem como um dos seus significados a união. A prática nascida na Índia é uma boa alternativa para quem deseja aumentar a lista de atividades que melhoram a qualidade de vida.


Prática de Yoga com Vera Edler aqui.




>> Alongamentos


Os alongamentos são essenciais para o corpo, pois eles melhoram o funcionamento das articulações e dos músculos, facilitando os movimentos.

É muito comum ocorrer a perda de mobilidade e flexibilidade com o passar dos anos, contudo, ao se alongar, você evita que ocorra a falta de lubrificação no organismo, reduzindo as chances de lesões.


Além disso, você consegue aumentar a sensação de relaxamento, aprimorando a qualidade da respiração e da postura, minimizando tensões e aumentando a consciência corporal.


Com isso, é possível perceber que o alongamento se faz necessário não apenas antes dos exercícios físicos, mas no dia a dia para permitir que todo o seu corpo seja beneficiado.


O importante é que qualquer pessoa, independentemente da idade, pode aprender essa prática e fazer em casa, mesmo quem tem algum tipo de limitação, respeitando sempre o limite de intensidade. Não precisa ser atleta para começar a fazer um alongamento. Tudo o que você precisa é de alguns minutos, um pouco de espaço e disposição.

  • Proporciona o bem estar físico e mental do praticante;

  • Estimula o desenvolvimento da percepção do próprio corpo;

  • Reduz a probabilidade de desenvolver lesões musculares;

  • Restringe os riscos de disfunções da coluna;

  • Melhora a postura;

  • Diminui a tensão muscular;

  • Ameniza cólicas menstruais;

  • Suaviza a irritabilidade muscular;

  • Estimula o cérebro a liberar a serotonina, o hormônio do bem estar;

  • Diminui a incidência de cãibras.


Alongar o corpo também trará benefícios aos órgãos internos, pois essa prática massageia os rins, fígado, intestino e pâncreas. Além disso, estimula a circulação do sangue e dos nutrientes no organismo.


Existem algumas técnicas que ajudam a praticar essa atividade natural, sem muito esforço ou ajuda de um profissional. Entretanto, há atividades que trazem mais conforto e segurança. Algumas dicas do Blog de Educação Física:


De pé

  • Em pé, de frente para uma parede, mantenha uma das pernas semi-flexionada, enquanto a outra fica atrás, reta. Flexione o tronco para frente, apoiando-o com os braços sobre a parede por 10 segundos. Depois, alterne a posição dos membros inferiores.

  • Em pé sobre uma das pernas, apoie a mão em uma parede. Flexione a outra perna para trás e segure o tornozelo com a mão. Pressione a parte inferior da perna para baixo, contra a resistência que a mão exerce,durante 20 a 30 segundos. Repita com a outra perna.

  • Fique em pé de frente para um apoio na altura do quadril (pode ser uma cadeira). Eleve uma das pernas e posicione-a sobre esse apoio. Incline suavemente o tronco para frente. Fique na posição por 20 segundos e, depois, repita o processo com a outra perna.

  • Alongue passivamente os músculos da parte posterior da coxa, inclinando o tronco e os braços para frente e para baixo. Você pode segurar a parte inferior das pernas na parte mais baixa possível. Isto facilitará manter as costas retas. Fique na posição por 30 segundos.

  • Em pé, eleve os braços acima da cabeça, entrelaçando as mãos e direcionando as mesmas para cima. Fique na posição por 30 segundos.


Sentado

  • Sentado com a coluna ereta, as pernas estendidas, braços elevados em direção ao teto, leve as mãos em direção aos pés, prolongue as costas para frente, permaneça nesta posição por aproximadamente 20 segundos;

  • Continue sentada, coluna reta, pernas abertas e esticadas, calcanhares no solo. Abra os braços, expirando, gire o tronco para a direita até a mão esquerda alcançar o pé direito. Segure a posição por 10 segundos e volte ao início e repita com o outro lado.

  • Sentado, essa posição é chamada de giro espinhal, dobre o joelho direito e cruze-o sobre a coxa esquerda. Então dobre o joelho esquerdo e encosta a perna no chão. Dobre o cotovelo esquerdo e coloque-o em cima do joelho direito. A mão direita apoia no chão com o braço esticado atrás do corpo, com o olhar sobre o ombro direito, respire profundamente e permaneça assim por 20 segundos. Volte à posição inicial e faça do outro lado.


Deitado

  • Deitado de bruços dobre os cotovelos e apoie as mãos no chão. Inspire e eleve o tronco, flexionando a lombar. Deixe as pernas esticadas. Fique na posição por 20 segundos.

  • Deitado de costas, joelhos flexionados e pés no chão. Levante o quadril lentamente até apoiar o corpo nos ombros. Inspire e segure a posição por 20 segundos. Volte ao início devagar;

  • Deitado mantenha um dos pés apoiado no chão e, com a ajuda das mãos, estenda a outra perna com a ponta do pé flexionada. Permaneça nesta posição por 15 segundo e depois troque de pernas.


Alongamento da criança: fique na posição de quatro, com os braços esticados para frente. O rosto deve descer e ficar próximo ao chão, lentamente sente-se sobre os calcanhares, encostando o peito nas pernas e a cabeça no chão. Permaneça nesta posição por 20 segundos e volte devagar.


Alongamento do braço e antebraço: sentado estique os braços e as palmas das mãos voltadas para frente, junte as mão e entrelace os dedos, permaneça nessa posição por 15segundos.


Alongamento do peitoral: em pé, braços para trás com dedos entrelaçados, realizar movimentos para cima alongando peitoral, segure na posição por 15 segundos.


Alongamento das costas: estenda os braços à frente com apoio de uma cadeira, curvando as costas, alongando-a, permaneça neste posição por 15 segundos.


Alongamento peitoral e braços: apoie as costas na cadeira e leve os braços abertos para trás, permaneça assim por 15 segundos.


Alongamento posterior da coxa: sentado na ponta da cadeira, deixe uma das pernas flexionada e estenda a outra. Leve o tronco à frente, tentando segurar no pé da perna que está estendido, permaneça assim por 15 segundo e depois alterne as pernas.


Alongamento dos Tríceps: em pé com o quadril encaixado, flexione um dos braços atrás da cabeça, com a mão apoiada nas costas. Com a outra mão, pressione o braço, flexionado para baixo. Mantenha a posição por 20 segundos e depois faça com o outro braço.


Alongamento dos ombros: cruze os braços na frente do corpo, cotovelos para fora alinhado com os ombros. Pressione seu cotovelo direito em direção ao ombro oposto; Mantenha a posição por 20 segundo, depois faça com o esquerdo.


Alongamento do bíceps: em pé, com os braços estendidos na posição horizontal em uma parede, apoie as mãos e comece a alongar os braços. Force o corpo contra a parede para aumentar o alongamento. Mantenha a posição por 20 segundo.


Alongamento dos músculos adutores: de pé com as pernas ligeiramente afastadas, flexione um dos joelhos, estendendo a perna contrária. Apoie suas mãos sobre os joelhos. Permaneça assim por 15 segundos.



Videos Pri Leites – Sequência alongamento 30minutos aqui.



>> Namu Pilates

Namu, que significa árvore em coreano, simboliza o conhecimento com suas múltiplas ramificações, está representada nosso logotipo por uma folha que aponta para o norte como uma bússola e mostra nosso objetivo de busca do equilíbrio. Ao cair na água, ela cria ondas circulares que ao se ampliarem, remetem à expansão de conhecimento e de consciência. A plataforma tem a missão de contribuir para a evolução individual e coletiva das pessoas por meio da geração e divulgação de conteúdos que inspirem uma vida mais equilibrada.


Video Namu Pilates aqui.



Cuidados Facial e Capilar

Máscara de argila

Você sabe o que é Geoterapia?

A geoterapia é um tratamento alternativo e natural que se utiliza de frutos da terra, como argila, barro, pedras e cristais, na forma de utensílios para ajudar a recomposição do equilíbrio e do bem-estar.

É um tratamento que analisa o todo e não somente as partes, trata todo o sistema de cada indivíduo com o mental, o emocional, o físico e o espiritual (tratamento holístico). A Geoterapia também é conhecida como argiloterapia.

A Geoterapia tem a sua origem da palavra grega “geo” que significa terra e “terapia” que significa tratamento, ou seja, é o tratamento que é realizado com base as forças e energias da terra (minerais, metais, luz solar e a argila).


O que são as argilas?


A argila é um dos elementos mais sagrados da natureza, uma fonte rica de nutrientes, de energia, de vida. Ela é o elemento terra em destaque, chamada também de barro medicinal, argila medicinal ou lama terapêutica.


A argila é resultado da fragmentação(química ou física)de rochas silicatizas da crosta terrestre, como feldspato e micas, entre outras. Ao longo dos anos, por meio do intermperismo (variações atmosféricas), ocorre a formação de diferentes tipos de argila pela concentração variada de minerais. Com diferentes argilominerais, elas possui características físico químicas diferentes, cores diferentes e propriedades diferentes.


Propriedades da argila

A argila possui a função de limpeza ao organismo, pois age como desintoxicante absorvendo e decompondo as toxinas; ação antisséptica e desinfetante no combate de processos infecciosos; ação descongestionante; ação anti-inflamatória; ação tônica dos órgãos e reguladora do metabolismo; ação cicatrizante e regenerativa; e proporciona ação refrescante.

Além disso, a argila alivia dores e tensões, possui efeito calmante, age como estimulante no fluxo energético, é ativador do sistema nervoso e da circulação sanguínea e linfática.


Como preparar sua Mascará de Argila


Para potencializar sua argila e ativar suas propriedades indicamos que você solarize ela por pelo menos 10minutos. Utilize utensílios de cerâmica, plástico, barro, vidro ou algum material natural (como combuca de coco e colher de madeira) para o preparo.



>> Máscara facial


Coloque 2 colheres de sopa de argila ( 4 colheres de madeira pequena) em um recipiente. Adicione um médio fluido aos poucos ( pode ser uma infusão de erva como camomila, cha verde ou calêndula, o tônico ou água). Vá misturando até atingir uma consistência pastosa e cremosa. Mecha bem. Importante colocar sua inteção no preparo, esteja presente e reserve esse momento para você.


Limpe seu rosto com sabonete e esfolie ele para preparar sua pele para receber a argila. Aplique a argila e permaneça por 20-25min. Lembre de ir umedecendo a mascara, manter ela úmida previne de um ressecamento excessivo na pele e permite que ela realize trocas com a pele. Remova com água e aplique o Tonico e um hidratante. Fazer 2x por semana. Pode também aplicar na pele do corpo, aumentando a quantidade para área desejada.



>> Máscara capilar


3 colheres de sopa de argila mais um meio fluido (mesmas opções da facial), mas aqui você adiciona até ficar mais fluida sua sinergia para facilitar a aplicação no couro cabeludo. Fazer a cada 15 dias. Aplicar no couro cabeludo, massageando os fios. Fique por 15 minutos, lembrando de ir umedecendo a mascara e remova no banho.


Importante colocar sua intenção no preparo, esteja presente e reserve esse momento para você. Permita que a argila te aterre, traga conforto, te acolha e nutra seu corpo&alma.