top of page

Dica Saudável | Óleo de Gergelim | Um verdadeiro skin food



Óleo de gergelim: remédio natural utilizado a centenas de anos


Nome científico: Sesamum indicum

Nome popular: Óleo de gergilim

Família: Pedaliaceae.

Parte Utilizada: Semente

Composição Química: Compõem o óleo, a sesamina, a sesamolina e o sesamol, que tem propriedades antioxidantes, que transmite ao óleo elevada estabilidade e age contra os radicais livres. O óleo de gergelim possui muitas qualidades presentes nos ácidos graxos ômega 6, ômega 3 e ômega 9.



O gergelim é um oleaginosa do gênero Sesamum cultivada desde os tempos antigos e vem sendo utilizada há centenas de anos como remédio natural. Das sementes, é extraído um óleo vegetal por prensagem a frio, um verdadeiro alimento para a pele e corpo. Hoje na Dica Saudável vamos conhecer um pouco mais sobre esse óleo vegetal, suas propriedades e indicações de uso para desfrutarmos de momentos de autocuidado.


Um verdadeiro skin food, possuindo ligninas, sesamina, vitaminas A, B, C e E e alto teor de ácidos graxos insaturados ( como o ácido oléico e linoléico, conhecidos como ômega 9 e ômega 6). Um óleo com alta estabilidade e rico em antioxidantes, podendo ser utilizado tanto para o organismo interno, por meio da ingestão (o Óleo de Gergelim da Sésamo Real é um exemplo de versão adequada ao uso alimentar), quanto para o organismo externo (corpo, rosto e cabelos - o Óleo de Gergelim da Terra Flor é um exemplo), em formulações cosméticas e puro, para saúde e beleza.


Seu uso tópico (no organismo externo) é indicado para manutenção, proteção e nutrição da pele e dos cabelos graças a sua riqueza em princípios ativos. Sob uma perspectiva ayurvédica, o óleo de gergelim tem uma qualidade doce, picante, adstringente e amarga, com efeito de aquecimento. É um verdadeiro remédio natural e possui propriedades antibacterianas, anti-inflamatórias e antioxidantes.


A semente de gergelim, Sesamum indicum, é pequenina, mas muito poderosa. Cada semente de gergelim é protegida por uma casca externa que se abre naturalmente quando a semente amadurece (dando origem à frase “Abre-te Sésamo”).



Já pensou em seus cosméticos como um alimento para a pele e cabelos?

SKIN FOOD: Alimentos para a pele


Cosméticos que também são ingredientes da sua cozinha para nos convidar a refletir: se não podemos comer, por que poderíamos passar na pele e cabelos?


O conceito “skin food” ou, em português, “alimento para a pele”, é literalmente alimentar nossa pele, o maior órgão do nosso corpo, com cosméticos que também possamos ingerir. Claro que nem todos os produtos são agradáveis de comer como o óleo vegetal de gergelim, mas é um convite para refletir sobre o que é saudável para nossa pele também deve ser saudável para o organismo inteiro.


Nossa pele é um manto com permeabilidade seletiva, absorvendo e interagindo com as substâncias que aplicamos na superfície. Com o auxílio da natureza, Skin Food diz respeito a ingredientes cosméticos que nutrem, ou seja, levam da pele para dentro ingredientes importantes para nosso organismo que, claro, se refletem em uma pele luminosa, macia e saudável.


O óleo de gergelim pode possuir diversas propriedades, como:

  • Diminuição da pressão arterial;

  • Hidratação e maciez;

  • Antienvelhecimento;

  • Combate diversos tipos de microrganismos: é eficaz contra alguns patogênicos que podem atacar a pele e causar infecções provocadas por fungos, bem como contra estafilococos e estreptococos;

  • Anti-inflamatório: trata-se de um anti-inflamatório natural adequado para o cuidado e para a proteção da pele. O óleo de gergelim é facilmente absorvido pelo nosso corpo;

  • Rico em vitaminas: em particular vitamina A, vitamina E e vitaminas do grupo B (B1, B2, B3);

  • Antioxidante: a presença de algumas das vitaminas mencionadas e outros elementos, como o selênio, o tornam um produto natural com fortes qualidades antioxidantes;

  • Rico em sais minerais: especialmente magnésio, fósforo e cálcio;

  • Regula o desenvolvimento celular;

  • Rico em ácidos graxos insaturados (ômega 6 e ômega 9);

  • Uma característica importante desse óleo é que ele é estável, ou seja, não corre o risco de ficar rançoso se for armazenado à temperatura ambiente, como pode acontecer no caso do óleo de linhaça;


Características botânicas


O gergelim ou sésamo é uma planta anual herbácea, gamopétala, originária do Oriente, pertencente a família das Pedaliáceas, com propriedades medicinais, de flores alvas, róseas ou vermelhas, hemafroditas, malcheirosas, dispostas nas axilas das folhas, e cujo fruto é cápsula ou baga oblonga, pubescente, com sementes oleaginosas, pequenas, amarelas, alvas ou pretas, arredondadas e levemente comprimidas. É cultivada na Ásia tropical por causa de suas sementes, que fornecem até 50% de óleo.

É uma planta de clima tropical e subtropical, anual, com ou sem ramificação, de 0,5 a 3,0 metros de altura e tem boa tolerância a seca; as folhas são inteiras, cor verde-clara e verde-escura, formato oval, com tamanhos diferentes em função de variedades, fertilidade do solo e clima. As sementes são lisas, pequenas, de cores branca, creme ou preta – as plantas se desenvolvem e produzem bem em condições de clima ameno a quente e solos férteis, profundos, bem drenados e com boa disponibilidade de água durante o desenvolvimento vegetativo.

Historia de uso/ Utilização popular


O óleo de gergelim, chamado óleo “til” em sânscrito, é conhecido desde os tempos védicos. O antigo estudioso ayurvédico Charaka, em seu conhecido tratado sobre Ayurveda, afirma que é o melhor de todos os óleos


Diversos são os relatos históricos com o óleo vegetal de gergelim, sendo um dos óleos utilizados a mais tempos, conhecido pelos antigos egípcios, juntamente com o óleo de oliva. Alguns desenhos de Heródoto Grego (484 – 425 a.C) demonstram que, na Babilonia