Dica Saudável | As belezas dos óleos essenciais em sinergia.

21 Sep 2018

 

 

 

Você já se perguntou como misturar óleos essenciais obtendo uma sinergia harmônica? Sinergias são combinações de óleos que juntos devem promover um efeito específico sobre o organismo, como relaxamento, energia, etc. Hoje gostaríamos de compartilhar os conceitos básicos de mistura de óleos essenciais para que você possa ir correndo criar sua própria sinergia!

 

Todo o poder da natureza em pequenos potinhos. Para compreender esta ferramenta, sua funcionalidade e atuação, precisamos saber o que é, de onde vem e quais são suas indicações em cada setor qual é utilizado.

 

 

Óleos essências e os chakras

 

Os óleos essenciais têm ação sobre os centros energéticos ou chakras do corpo humano. Chakras são centros de energia eletromagnética presentes em nosso corpo. Apalavra chakra vêm do sânscrito, antiga língua da Índia, e significa roda. Os chakras são formados a partir do contínuo fluxo de energia elétrica que flui pelos plexos nervosos e que estimula as fibras de colágeno (fáscia) nestas áreas a gerar campos eletromagnéticos.

 

As fibras de colágeno são compostas por cristais líquidos de proteínas com propriedades piezelétricas que respondem à eletricidade gerando eletromagnetismo. São de extrema importância para nossa saúde, pois estes campos eletromagnéticos influenciam positivamente no funcionamento de órgãos, glândulas e tecidos em sua proximidade, mantendo a nossa saúde. Quando saudáveis, estes campos pulsam frequências harmônicas. Quando em desequilíbrio, tendem a ocasionar mau funcionamento dos órgãos em sua proximidade e ocasionam doenças. Os chakras podem ser harmonizados e desbloqueados pelo uso de terapias energéticas como o reiki, acupuntura, radiestesia, cristais, massagem, musicaterapia, cromaterapia e aromaterapia.

 

 

 

Óleos essências e sua influencias olfativa

 

Os OE induzem ao desenvolvimento da capacidade olfativa, há tanto tempo obscurecida pela infinidade de cheiros sintéticos que inundam os ambientes modernos. Para os antigos alquimistas e Mestres curandeiros, os óleos essenciais das plantas sintetizavam a chamada quintessência (princípio ativo e energético da planta).

 

Um dos cinco sentidos, o nosso poder de cheirar é, em si só, extremamente potente, com efeitos curiosos. Por exemplo, um certo aroma pode despertar memórias de infância bem guardadas ou o cheiro de determinado alimento pode abrir o apetite a uns ou provocar náuseas a outros. Quando inalamos óleos essenciais, as nossas células olfativas são estimuladas e esse impulso é encaminhado para o sistema límbico – o centro emocional do cérebro – ligado à memória, à respiração, à circulação sanguínea e os hormônios. Na aromaterapia, as propriedades, a fragrância e os efeitos dos óleos essenciais estimulam estes diferentes sistemas. Da mesma forma que a ligação estreita entre o olfato e o cérebro desencadeia um efeito indireto no sistema imunitário, que potencia a capacidade do corpo se sarar a si próprio. Enquanto medicina holística, a aromaterapia é uma forma de auto-cura porque incentiva o equilíbrio interno do organismo, mas também se manifesta ao nível físico uma vez que os óleos essenciais são conhecidos pelas suas poderosas ações revigorantes, anti-oxidantes, anti-bacterianas, anti-virais, anti-fungos, anti-inflamatórias e ansiolíticas.

 

Etimologicamente, a palavra “aromaterapia” é composta de aroma, significando fragrância, e terapia, que quer dizer tratamento.

 

A Aromaterapia é o ramo da Fitoterapia que, através da aplicação de óleos essenciais extraídos das plantas, pretende promover a saúde e o bem-estar ao ser humano. A ciência e a arte da Aromaterapia têm seus alicerces no princípio de que diferentes aromas acionam respostas específicas no cérebro, conduzindo a resultados próprios.

 

Os óleos essenciais são formas altamente concentradas de energia das plantas e, costuma-se dizer, constituem a sua alma, a sua força vital.

 

 

Óleo essencial e óleo vegetal

 

Uma grande dúvida é a diferença entre o óleo essencial e o vegetal, sendo que ambos são extraído de plantas (caules, sementes, frutos, flores, cascas e folhas).

 

A grande diferença entre um e outro é a forma com a qual é extraído. Os óleos essenciais são compostos voláteis e aromáticos, no processo de sua extração são utilizadas técnicas específicas de coleta, como por exemplo a destilação à vapor e pressurização. Eles também evaporam,são insolúveis em água, mas solúveis em solventes orgânicos como o álcool. Embora sejam insolúveis em água, conseguem conferir odor à mesma, constituindo os hidrolatos e tornando-se uma fonte importante de aromatizantes.

 

Já os óleos vegetais são extraídos a partir da pressurização à frio, não podem ser diluídos e não evaporam. Seu aroma é suave e é rapidamente absorvido pela pele, atuando na sua nutrição e hidratação.

 

A partir da extração dos aromas presentes em plantas, flores, madeiras, raízes e afins, os óleos essenciaias nos trazem  diversos benefícios e propriedades de tratamento e cura para desconfortos físicos, mentais e espirituais.

 

** Os óleos essenciais, quando não aplicados 100% puros, podem ser diluídos em óleos vegetais, como os de semente de uva, amêndoas ou girassol ou mesmo em cremes ou géis de base neutra (evite composições com parafinas e derivados de petróleo). Deste modo, os óleos essenciais se tornam mais fáceis de serem utilizados em massagens, banhos ou loções corporais.

 

 

O que é sinergia?

 

Trata-se da mistura harmônica de mais de um óleo. Com a sinergia, obtém-se um novo aroma. Há diversos óleos essenciais e com inúmeras possibilidades de combinações. Além disso, a interação potencializa os princípios ativos e permite um tratamento mais preciso e adequado.

 

Para isso, é necessário conhecer as propriedades individuais de cada óleo e também seu aroma. Dependendo do perfume, o resultado aromático pode desagradável, apesar de eficaz. Nesses casos, evita-se a combinação, pois a terapia deve ser prazerosa e um cheiro ruim prejudica a experiência, não é mesmo?

 

Sobre as propriedades, é fundamental que sejam complementares, jamais opostas. Não faz sentido misturar um óleo relaxante com um energizante, por exemplo. Há algumas regras que precisam ser seguidas. A principal é que se devem usar, no máximo, 4 tipos diferentes de óleos essenciais.  A respeito da quantidade, é preciso seguir a receita: para cada 5 ml de óleo carreador, usa-se no mínimo 1 gota e no máximo 3 gotas de óleo essencial, por exemplo. Os óleos essenciais são muito concentrados, para seu aproveitamento devem ser utilizados diluídos em algum meio. Mais abaixo falaremos de como utilizar e os cuidados necessários.

                                   

            

Características importantes a considerar no preparo das sinergias

 

Número 1 >> Encontrar óleos essenciais com as propriedades que você precisa.

 

Queremos fazer uma sinergia de óleos essenciais energizantes, então pesquisamos por “óleos essenciais energizantes” e encontramos: alecrim, sálvia, bergamota, eucalipto, capim-limão, hortelã-pimenta, manjericão, cipreste, limão, gengibre, ...


Você está vendo algo semelhante entre esses óleos essenciais? Pois bem, eles são todos muito distintos porém todos possuem propriedades estimulantes e esclarecedoras. Você tem óleos fortes como alecrim, eucalipto, hortelã e óleos mais doces como sálvia, bergamota...

 

 

Número 2 >> Misturando óleos essenciais de acordo com a sua categoria e notas

 

2.1 Categorias dos óleos essenciais

 

Os óleos essenciais são agrupados com base em seus aromas e os óleos da mesma categoria tendem a se misturar bem juntos, mas você também pode misturar e combinar as categorias abaixo:

 

Categorias

 

Floral – lavanda, jasmine, camomila, ylang ylang, gerânio, ...
Terra – patchouli, vetiver, sálvia, mirra, gengibre, ...
Herbal – manjericão, manjerona, alecrim, menta, tea tree, citronela ...
Mentolado – hortelã , hortelã-pimenta, menta, ...
Cânfora – eucalipto, tea tree, hortelã-pimenta, menta, alecrim, ...
Picante – noz moscada, cravo, canela, gengíbre, anís, ...
Oriental –  gengíbre, patchouli, ...
Cítrico – laranja, tangerina, limão, citronela ...
Madeira – sândalo, pinho, cedro, canela, cipreste, cravo, ...

 

 

Misturas e Combinações

 

FLORAIS misturam bem com picantes, cítricos e madeira.
MADEIRA misturam bem com todas as categorias.
PICANTES combinam com óleos florais, orientais e cítricos.
ORIENTAIS misturam bem com florais, orientais e cítricos.
HERBAL misturam bem com madeira e mentolados.
CÍTRICOS combinam com florais, madeira, mentolados, picantes e orientais.
CÂNFORA combinam com óleos madeira.
TERRA misturam bem com madeira e mentolados.
MENTOLADO mistura bem com madeira, terra, herbáceas e cítrico

 

 

2.2 Notas do Óleo Essencial

 

Utilizados a solo ou misturando mais que uma variedade, os óleos essenciais estão divididos em três categorias, ou seja, conforme as suas “notas” ou índice de evaporação. Por exemplo:

  • Óleos de nota elevada  – os mais estimulantes e revigorantes, têm um aroma forte, mas o seu perfume dura apenas entre 3 e 24 horas. Alguns exemplos incluem: anis, bergamota, citronela, eucalipto, lavandim, limão, capim-limão, hortelã-pimenta, laranja.

  • Óleos de nota média – actuam ao nível das funções corporais e metabólicas e, embora menos potentes, a sua fragrância só evapora passados 2 ou 3 dias. Alguns exemplos incluem: camomila, funcho doce,cipreste, canela, lavanda, gerânio, ylang ylang, tea tree, alecrim, manjerona, sálvia, .

  • Óleos de nota baixa – o seu aroma doce e calmante, tem efeitos relaxantes no corpo e é a fragrância que mais tempo dura, até uma semana. Alguns exemplos incluem: cedro, cravo, gengibre, patchouli, sândalo, vetiver.

 

Em geral

 

Nota superior: cítricos, mentolados e canforados.
Nota média: florais, orientais e herbáceas.
Nota da base: amadeirados, terrosos, resinosos, doces/abaunilhados.

 

 

Como utilizar e alguns cuidados necessários

 

 

Aromatização de ambiente
 

Os óleos essenciais são muito concentrados, possuindo assim um aroma muito forte quando puros. Para a aromatização de ambientes, você pode adicionar uma gota no ambiente, a cada um metro, que será o suficiente. Outra possibilidade é diluir cerca de 10 ml de óleo essencial puro em 1 litro de água, umedecer um pano com esta solução e passar no ambiente desejado.

 

 

Compressa

 

Quando uma região do corpo sofre um impacto ou lesão, a dor, o inchaço e a vermelhidão logo aparecem. Muitas pessoas utilizam a compressa para aliviar e acelerar a recuperação deste impacto ou lesão, mas você sabia que os óleos essenciais podem ajudar ainda mais nesta recuperação? Alguns óleos possuem propriedades analgésicas e estimulantes de circulação periféricas, podendo assim ser utilizados para o tratamento de contusão muscular. De duas a três gotas de óleo essencial na compressa é o suficiente para aumentar o efeito e contribuir no relaxamento muscular.

 

 

Massagem

 

Os óleos essenciais são muito utilizados em massagens, graças às suas propriedades analgésicas, relaxantes e estimulantes de circulação periférica. É bom lembrar que o óleo essencial, por ser muito concentrado, deve ser diluído em algum óleo carregador, como óleo vegetal, para evitar possíveis irritações na pele e reações adversas. Cerca de 35 gotas para cada 100 ml de óleo vegetal é uma boa proporção para a aplicação em massagens.

 

 

Inalação

 

Alguns óleos essenciais podem melhorar o sistema respiratório (em situações de resfriados, por exemplo), além de proporcionar um possível relaxamento psicológico. A adição de algumas gotas do óleo (em torno de quatro) em um recipiente com água quente pode ajudar na respiração da pessoa que irá fazer a inalação.

 

 

Limpeza

 

Diversos tipos de óleos essenciais carregam compostos que possuem ação antisséptica. Portanto, podem ser utilizados na limpeza, matando diversos micro-organismos. Algumas gotas puras podem ser aplicadas em um pano que seja passado na área desejada, porém, as gotas devem ser bem espalhadas para o aroma não ficar muito forte.

 

 

Cabelo

 

Os óleos essenciais podem ser utilizados também em tratamento capilar, sendo misturadas algumas gotas (dez) em xampu (100 ml) ou óleo vegetal (100 ml) e massageando a mistura no couro cabeludo. Podem ser utilizados para tratamento de cabelos secos (óleos essenciais de cedro e de sálvia), cabelos oleosos (óleos de cedro e limão), tratamento de caspas (alecrim e melaleuca) e queda (alecrim e cedro).

 

 

Banho

 

No banho, os óleos essenciais são eficientes para acalmar a mente e melhorar o sistema respiratório por meio da inalação. Na ducha, três gotas podem ser aplicadasa em apenas um canto do box, pois, se mais do que isso for adicionado, a umidade gerada no banho pode concentrar muito aroma e causar desconforto e náuseas. Na banheira, cerca de dez gotas podem ser adicionadas, pois elas ficarão bem diluídas pela grande quantidade de água na banheira.

 

 

Pele

 

Assim como na massagem, o óleo essencial deve ser diluído em óleo vegetal para evitar irritação e alta concentração na pele. Dependendo do tipo de aplicação desejada, não ultrapasse 35 gotas para cada 100 ml de óleo vegetal.

 

 

Correlação dos óleos essenciais ao Corpo Humano


Dividimos o corpo humano em três partes: 


Cabeça - Flores 


Nota alta/volátil; 
Cheiro redondo; 
Trabalham o emocional, relaxamento, são calmantes e/ou afrodisíacos; 

 


Coração/Pulmão – Folhas


Nota média; 
Cheiro espetado; 
Trabalha o sentimento, a respiração. 

 


Pés - Madeiras 


Nota baixa; 
Cheiro forte, revigorante e estanque; 
Trabalham com o aterramento, a fixação. 

 


Os óleos essenciais cítricos permeiam entre os óleos de cabeça e os do coração, podem ser estimulantes ou relaxantes. Não misturar mais de quatro óleos essências; Não usar óleos com efeitos opostos; Fazer uma mistura agradável.

 

 

ÓLEOS ESSENCIAIS  E SEU BENEFICIOS

 

 

Abaixo segue alguns dos óleos essenciais e suas atribuições benéficas ao ser humano e  uma receita de sinergia para o seu bem estar.

 

 

ALECRIM – ENERGIZE SUA MENTE

 

O óleo essencial de alecrim, além de ser um poderoso aliado na perda de peso, ainda tem efeitos para o cérebro e, principalmente, o sistema nervoso. Melhora a memória, a concentração, alivia as dores de cabeça, fadiga mental e exaustão nervosa.

 

Como um bom estimulante circulatório que é, se utilizado como tônico capilar, previne a queda de cabelo, a caspa e o ressecamento dos fios. Para a má circulação e varizes, o alecrim também tem sua eficiência comprovada.


A aromaterapia indica que este óleo é ainda adequado para tratar perturbações tão diversas como a diarreia, flatulência, dispepsia, colite, icterícia, dores musculares e disfunções hepáticas. As dores musculares, reumáticas, artríticas e relacionadas com a gota também encontram conforto no alecrim. Este óleo é simultaneamente utilizado no tratamento da bronquite, catarro, asma, sinusite, acne, eczema e dermatite.

 

Também é muito usado no pré e pós-operatório, para a realização de drenagem linfática.

 

 

EUCALIPTO – LIBERTE OS PULMÕES
 

Excelente na prevenção e no tratamento de doenças das vias respiratórias, como resfriado, congestão nasal, rinite, sinusite, dor de garganta, asma e bronquite. Também fortalece o sistema imunológico. É um poderoso desinfetante de ambientes, purificando o ar (contra fungos e bactérias) e atuando como repelente de insetos.

 

O óleo essencial de eucalipto é ideal para tratamentos dermatológicos, seja para pele oleosa ou no caso de queimaduras, feridas, bolhas, picadas de insetos ou infecções cutâneas em geral. Ainda se mostra eficaz contra músculos e articulações doridas. A aromaterapia aconselha o eucalipto como enquanto estimulante mental, que melhora significativamente os níveis de concentração e de produtividade.

 

 

GERÂNIO – A ERVA RELAXANTE
 

O óleo essencial de gerânio tem propriedades tónicas, diuréticas, antissépticas, antidepressivas, antibióticas, entre outras. Extremamente benéfico para a pele – queimaduras, cortes, dermatites, eczema – é um excelente repelente natural contra mosquitos. O gerânio é igualmente utilizado no tratamento de hemorroidas, piolhos, ulceras, edemas, má circulação e dores de garganta. Relaxante, este óleo essencial atua ainda ao nível do sistema nevrálgico. É muitas vezes prescrito para as mulheres, principalmente para alívio da tensão pré-menstrual e sintomas de menopausa.

 

 

 

HORTELÃ-PIMENTA – COMBATE AO ESTRESSE
 

O óleo essencial de hortelã-pimenta tem inúmeras propriedades terapêuticas, sendo bastante útil no combate à fadiga mental, depressão, stress, dores de cabeça, enxaquecas, tonturas, fraqueza e estados de choque, melhorando significativamente a agilidade mental e os níveis de concentração. A hortelã-pimenta é frequentemente utilizada no tratamento de tuberculose, pneumonia, bronquite, cólera, asma, sinusite e tosse seca. Estimula a vesícula e a secreção biliar e, relativamente ao trato digestivo e intestinal. Neste caso, é indicado contra as cólicas, flatulência, cólon irritável, dispepsia, náuseas e dores menstruais. A nível cutâneo, é prescrito para irritações de pele como dermatites, acne e pruridos, podendo também ser aplicada contra dores musculares.

 

LAVANDA – A ERVA DO DESCANSO
 

Além de ser o mais versátil, o óleo essencial de lavanda é o mais utilizado na aromaterapia, sendo o número um em combate ao stress e tensões nervosas.

Excelente no tratamento da insônia, é possível obter seus efeitos bastando aplicar apenas uma gota em seu travesseiro. Também combate a ansiedade e a depressão, alivia dores musculares e hematomas. É antisséptico e um excelente antídoto contra picadas de abelhas, pernilongos, formigas e outros insetos. Eficaz contra queimaduras no geral, aliviando a dor, promovendo a cicatrização e regenerando a pele. No tratamento pós-cirúrgico evita a ocorrência de queloides.

 

Além dos benefícios já citados, o óleo essencial de lavanda está indicado para outros problemas de saúde diversos como os respiratórios – bronquite, asma, tosse – e digestivos, como flatulência, cólicas, náuseas e vômitos. A lavanda é um dos poucos óleos essenciais que pode ser diretamente aplicado na pele, sem qualquer tipo de diluição, tonificando e revitalizando-a.

 

 
TEA TREE – COMBATE AOS FUNGOS E BACTÉRIAS
 
O Tea Tree, ou óleo essencial de melaleuca possui excelente ação bactericida, antiviral, fungicida e anti infecciosa. Eficaz no combate aos problemas de pele e unhas, sobretudo aqueles provocados por fungos. Indicado para banhos íntimos masculinos e femininos, com foco para candidíase e herpes. Além destas propriedades, o óleo essencial Tea Tree fortalece o sistema imunológico, desodoriza os pés e combate o mau hálito.

 

 

Sinergia para Alívio e Bem Estar

 

Fresca, leve e revigorante, é feita com plantas solares indicadas para alegrar e harmonizar ambientes.

 

Aqui, temos uma sinergia de óleos essenciais, composta por: alecrim, que revigora, alegra e combate o cansaço mental; capim-limão, considerado um grande óleo da renovação conhecido também por suas propriedades ansiolíticas; e a laranja doce, que tranquiliza e traz leveza ao ambiente (e como todos os óleos cítricos, dá aquele ânimo!).

 

O preparo é bem simples, feito à base de vodca, bebida destilada composta em geral por 40% de álcool e 60% de água. Optamos pela vodca por ser de fácil acesso e não interferir no aroma final do spray.

 

 

Você vai precisar de >>

 

  • 50 ml de álcool de vodca

  • 7 gotas de óleo essencial de alecrim

  • 7 gotas de óleo essencial de capim-limão

  • 7 gotas de óleo essencial de laranja doce

  • 1 frasco de vidro esterilizado com tampa para armazenamento da mistura durante a semana de integração dos óleos essenciais

  • coador de papel

  • 1 frasco de vidro esterilizado com válvula spray para guardar a mistura depois de pronta

 

Como fazer >>

 

Coloque a quantidade indicada de vodca em um frasco spray previamente esterilizado. Acrescente os óleos essenciais e agite por alguns segundos até que os óleos estejam bem misturados. Depois, aguarde 1 semana para que os óleos se integrem. Após o tempo indicado, você deve coar com coador de voal (que você pode encontrar a venda em nossa loja) e colocar no frasco com válvula spray. Fique atento: por conter laranja, que é um óleo cítrico, o spray não deve ser usado diretamente sobre a pele, principalmente se exposta ao sol.

 

Divirta-se no processo e desfrute desse aroma alegre e alto astral em sua casa, escritório ou onde mais desejar!

 

 

A sua saúde em boas mãos.

 

 

Boaformula

Manipulação e Produtos Naturais

Porto Alegre | RS

Please reload

Gostou e quer encomendar?
         51 99702.5060
       

Beleza de dentro para fora. | SiliciuMax®

4 Jul 2019

1/6
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Fale Conosco

 

WhatsApp:  (51) 99702.5060

                  

                   

Fones:        (51) 3095.2001

                   (51) 3311.7898

 

Redes Sociais

  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Blogger
  • Preto Ícone LinkedIn

Contato com Equipe de Vendas

boaformula@boaformula.com.br

 

Sugestões, Reclamações e Dúvidas

sac@boaformula.com.br

Venha Trabalhar Conosco!

trabalheconosco@boaformula.com.br

Endereço

Boaformula Farmácia de Manipulação

Av. Independência, 1163

Bairro Independência

Porto Alegre - RS - Brasil

CEP 90035-077

Advertência:
• Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.
• Imagens ilustrativas.
• Pessoas com hipersensibilidade à(às) substância(s) não devem ingerir o produto.
• Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.
• Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.
• Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da   luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.
• Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
• Este medicamento não deve ser utilizado por gestantes e lactantes. 
• Este medicamento não deve ser utilizado por menores de 18 anos sem orientação médica.
• Os resultados dependem da correta utilização do produto, conforme descrito na posologia.
• Se persistirem os sintomas, o médico deverá ser consultado.

Venda mediante prescrição do profissional habilitado
As informações acima são de caráter informativo sem intenção de induzir a automedicação, não se trata de propaganda e sim descrição do produto, consulte sempre um profissional habilitado. 
O estabelecimento farmacêutico deve assegurar ao usuário informação e orientação quanto ao uso dos medicamentos solicitados por acesso remoto. RDC 44 de 17 de agosto de 2009, Artigo 58.

Boaformula

Farmácia de Manipulação e Suplementos Nutricionais

A sua saúde em boas mãos.

Porto Alegre | RS

CNPJ 94.629.169/0002-30