• Articulista Natália F. Jonas

Dica Saudável | Hamamelis e seus benefícios

Atualizado: Fev 13



Hamamelis e seus benefícios


Nome científico: Hamamelis virginiana L.

Nome popular: Hamamélis, amieiro-moscado, aveleira-de-feiticeira, hamamele, no Brasil; Amamelide, na Itália; Flor do Inverno, hamamele, em Portugal; Noisetier de la Sorcière, hamamélis de virginie, na França; Virginischer Zauberstrauch, na Alemanha; Avellano de la Bruja, hamamelis, em língua espanhola; Hamamelis, hazel nut, snapping hazel, spotted alder, striped alder, tobacco wood e winterbloom, em inglês.

Família: Hamamelidaceae.

Parte Utilizada. Folhas e caule.

Composição Química: Ácido gálico; ácido tânico; óleo essencial e resina. Taninos gálicos e elágicos, ácido gálico livre; ácidos fenólicos, flavonoides, derivados flavónicos, proantocianósidos, princípios amargos. Casca Taninos: hamamelitaninos, taninos condensados (galocatequina, epigalocatequina) e monogaíhamamelose; óleo essencial; saponósidos



Hoje na Dica Saudável especial fitoterápicos, conversaremos sobre a medicina da Hamamelis. Conhecida como flor de inverno, é originada na América do Norte, sendo um arbusto com flores amarelas vibrantes, troncos tortos e folhas ovais. Podendo chegar até 4,5 metros de altura, a planta hamamélis é conhecida pelas suas capacidades medicinais. Seu uso terapêutico remete à medicina natural dos povos indígenas americanos, que há séculos desfrutam dos benefícios da hamamélis para tratar irritações e inflamações na pele.


O nome científico desta planta é Hamamelis virginiana e pode ser usada na sua forma natural para preparar chás ou sob a forma de pomada, extrato ou cápsulas, por exemplo, dependendo do problema a tratar.


O nome do género Hamamelis vem das palavras gregas “hama” que significa “ao mesmo tempo” e “melon” que significa “maçã ou fruta” dando relevância à ocorrência de frutas e flores ao mesmo tempo neste arbusto.


Hamamelis virginiana apresenta propriedades antioxidante, adstringente, hemostática, flebotônica e vasoprotetora uma vez que diminui a permeabilidade capilar sendo muito útil no tratamento de hemorroidas e varizes, sendo um ingrediente indispensável no Gel antivaricoso.


Aliada a saúde da pele por suas propriedades, é um ingrediente especial para uso em cosméticos, estando presente na formulação do Fitodetergente e Fluido Tonificante Adstringente.


Vamos conhecer mais sobre essa planta, seus usos e indicações?



Características Botânicas



A família Hamamelidaceae é constituída por 31 géneros, e mais de 140 espécies de elevada distribuição geográfica. O género Hamamelis é constituído por seis espécies, duas destas nativas da América do Norte, e as restantes do Leste da Ásia.


Hamamelis virginiana é uma espécie da família Hamamelidaceae também designada por hamamélis, “witch hazel” ou aveleira-de-bruxa, que lembra a conhecida aveleira.


Esta espécie é um arbusto ou uma árvore de folha caduca, com uma estatura de 8-13 metros de altura, que floresce entre setembro a dezembro na época da queda das folhas .

Ainda assim, o período de floração dominante de H. virginiana é relatado principalmente em outubro e novembro, com a precoce floração em setembro.

Os troncos são múltiplos e tortos, com ramos e galhos em forma de zigue-zague, e uma coroa irregular. Relativamente às folhas são caducas, irregulares e ovais, com margens onduladas, tornando-se amareladas no outono Os frutos são cápsulas de dois bicos que contêm duas sementes pretas brilhantes, que se tornam lenhosas com a idade e amadurecem para castanho claro. Por fim, as flores são bissexuais, em grupos de 3, com 4 pétalas todas diferentes amarelas e brilhantes, com 1x20 mm de comprimento.


As pétalas de H. virginiana têm normalmente mais de 10 mm de comprimento, e esporadicamente algumas possuem cerca de 20 mm. A cor das pétalas de H. virginiana observadas é amarelo-limão, por vezes bastante pálidas H. virginiana é facilmente cultivada em solos médios, com sombra parcial. Esta espécie prefere solos húmidos, ácidos e organicamente ricos, no entanto tolera solos argilosos pesados.



Composição fitoquimica


As folhas são constituídas por 3-10% de taninos (catequinas e galhotaninos, além de cianidina e proantocianidinas do tipo delfinidina), flavonóides galactosídeos e glucuronosídeos, outros flavonóides como campferol, quercetina, quercitrina e isoquercitrina, e 0,01–0,5% de óleo essencial. Ainda assim, os taninos são considerados a fração mais importante das folhas de H. virginiana.


As cascas são constituídas por 8–12% de taninos, principalmente hamamelitaninos, pequenas quantidades de flavonóides, catequinas, protoantocianidinas, e aproximadamente 0,1% de óleo essencial.



Usos tradicionais da hamamélis


A Hamamelis tem uma longa história de uso na medicina tradicional, uma vez que os curandeiros tradicionais, dos índios da América do Norte, aplicavam cataplasmas de folhas e cascas de Hamamelis como um “remédio” para hemorróidas, feridas, picadas de insetos, tumores, úlceras, distúrbios gastrointestinais e condições inflamatórias da pele.


Antigamente, além dos cataplasmas, os curandeiros também usavam infusões do arbusto hamamelis para queimaduras, furúnculos e feridas. Estes eram coloridos, com um aroma muito peculiar que nenhum outro arbusto possuía, segundo descrições da época. A H. virginiana, também designada por 'Witch Hazel' é peculiar na medida em que floresce no outono, produzindo pequenas flores amarelas.



No século XIX, todos estes usos tradicionais descritos anteriormente foram adotados pelos médicos ecléticos americanos e sob a forma de decocção aquosa tornou-se uma preparação na Eclectic Materia Medica. Nos Estados Unidos, hamamelis foi aprovada para o alívio sintomático de hemorróidas, como analgésico e protetor de pele.


Atualmente, esta popular planta medicinal constitui a base de material vegetal para preparações farmacêuticas em fitoterapia moderna, altamente valorizada em vários países pelas suas propriedades curativas.



Propriedades


· Adstringente;

· Anti-acne;

· Anti-caspa;

· Anti-seborreica;

· Descongestionante;

· Refrescante;

· Sedativa;

· Tônica.



Indicações e Ação Farmacológica:


· Contusões

· Picadas de insetos

· Cortes e feridas

· Psoríase e eczema

· Assaduras

· Hemorroidas

· Varizes

· Acne


Os taninos produzem um efeito adstringente por isso são indicados como antidiarreico, hemostático local, cicatrizante e bactericida. A propriedade adstringente é caracterizada por precipitar proteínas das células superficiais das mucosas e tecidos, formando revestimentos protetores, diminuindo as secreções e protegendo das infecções. Também diminuem a sensibilidade da pele, sendo útil no tratamento de queimaduras. É muito usado em fórmulas de loções capilares e xampus, estimulando a formação do epitélio e ativando a circulação da pele. O extrato aquoso de Hamamélis tem atividade antiinflamatória, enquanto que a aplicação local de extratos de folhas de Hamamélis provoca um efeito hipotérmico por vasoconstrição local.


Os taninos também são poderosos anti-inflamatórios. A inflamação é uma resposta imunológica normal projetada para proteger seu corpo contra lesões e infecções. No entanto, acredita-se que a inflamação crônica desempenhe um papel central no desenvolvimento de certas doenças.Além disso, a hamamelis possui antioxidantes que ajudam a prevenir a inflamação generalizada e neutralizar os radicais livres, que são responsáveis por uma série de doenças e envelhecimento precoce. Assim, seu uso pode trazer benefícios em longo prazo e ser útil no tratamento de inflamação, acne, eczema ou psoríase.


Pesquisas indicam que a aplicação tópica de hamamélis em peles sensíveis pode ser benéfica no tratamento de irritações e descamações. Um estudo descobriu que o uso de uma loção com apenas 10% de extrato de hamamélis foi eficaz na redução da inflamação da pele e no tratamento do eritema. Outra pesquisa comprovou que uma preparação tópica contendo hamamélis foi capaz de fornecer alívio para pele facial sensível ou irritada.


Nas hemorróidas, tanto por via interna (associado com Ginkgo biloba e Plantago ovato) quanto por via externa, o Hamamélis tem evidenciado atividade anti-inflamatória aplicando-se sob a forma de água de Hamamélis. As hemorroidas são causadas pelo inchaço e inflamação das veias do reto e ânus, resultando em sintomas como coceira e sangramento. Para aliviá-los, pode-se aplicar um pouco de hamamélis, com a ajuda de uma bolinha de algodão, diretamente na área afetada ou na forma de pomada.Isso ajudará a acalmar a pele e reduzir a coceira, a vermelhidão, a dor e o inchaço associados às hemorroidas, graças à ação anti-inflamatória. Além disso, a hamamélis tem propriedades hemostáticas, ou seja, ela ajuda a parar o sangramento causado pelas hemorroidas.


Os hamamelitaninos (taninos presentes na casca) demonstraram possuir atividade antioxidante contra radicais superóxido, inibindo também a despolimerização do ácido hialurônico e provocando, a contração da túnica muscular das veias.


Os flavonóides proporcionam um efeito vitamínico P, produzindo uma ação flebotônica, vasoprotetora e capilarotrópica, uma vez que diminui a permeabilidade capilar, ação esta reforçada pelas leucoantocianida, muito útil nas hemorróidas e varizes.


Varizes são veias tortuosas, dilatadas e insuficientes. Qualquer veia pode ficar varicosa, mas é mais comum as varizes afetarem as pernas e pés – isso porque ficar em pé parado ou assentado por longos períodos aumenta a pressão nas veias da parte inferior do corpo. Vários fatores são responsáveis por esse tipo de dano, incluindo a má circulação sanguínea, idade, hereditariedade, uma história de coágulos de sangue, tomando pílulas anticoncepcionais, alterações hormonais no corpo, em pé ou sentado por longos períodos de tempo, vestindo roupas que são demasiado apertadas, obesidade, constipação e exposição à radiação ultravioleta nociva (UV) raios solares.



Sugestões de uso


As partes com propriedades medicinais da hamamélis são suas folhas e casca, que podem ser utilizadas sob diferentes formas:

  • Homeopatia

  • Pomada para hemorróidas, ferimentos na pele, hematomas e queimaduras

  • Supositórios para hemorróidas

  • Extrato para nutricosméticos para varizes, queimaduras, pele irritada e pele oleosa.


Embora seja um produto natural, idealmente, a hamamélis só deve ser utilizada na forma de chá ou cápsulas sob orientação de um profissional de saúde.



Dermatologia


Hamamelis virginiana começou a ser usada para o tratamento clínico de doenças inflamatórias da pele desde o século XIX. Algumas preparações de folhas, casca e galhos de Hamamelis, presentes em vários extratos comercialmente disponíveis, como tinturas, destilados, cremes e pomadas, são amplamente utilizados como parte de produtos de cuidados com a pele e no tratamento dermatológico de queimaduras solares, pele irritada, eczema atópico, fazendo uso das suas propriedades adstringentes e anti-inflamatórias. As proantocianidinas poliméricas agem como estimulantes de proliferação para as células da pele, levando provavelmente a um crescimento celular melhorado.


Alexandra Deters e os seus colaboradores (2001) realizaram um estudo onde demonstram que as proantocianidinas poliméricas de Hamamelis virginiana podem ser avaliadas como sendo parcialmente responsáveis pelo uso medicinal de preparações de Hamamélis contendo taninos em dermatologia e cosméticos por influenciar a proliferação de queratinócitos.


Os taninos presentes na H. virginiana fazem com que esta seja aplicada topicamente como adstringentes, através da complexação tanino-proteína, que permite a sua ligação às camadas 14 mais externas da pele e mucosas, impermeabilizando-as. Dessa forma, exercem um efeito vasoconstritor sobre os capilares superficiais, limitando a perda de fluidos e impedindo as agressões externas, favorecendo a regeneração tecidular e, consequentemente, a cicatrização de feridas, queimaduras e inflamações. Portanto, extratos de casca de hamamelis, galhos e folhas são usados como componentes de produtos para cuidados com a pele e para o tratamento de queimaduras solares, pele irritada, eczema atópico e para promover a cicatrização de feridas através dos efeitos antiinflamatórios.



Vamos conhecer os nutricosméticos Boaformula com a medicina da Hamamelis?


As poderosas propriedades anti-inflamatórias da hamamélis fazem dessa planta medicinal uma aliada para saúde da pele, com algumas pesquisas indicando no tratamento para acne. No rosto, a hamamélis tem ação adstringente, contraindo os tecidos para ajudar a reduzir os poros, ao mesmo tempo que acalma a pele e alivia a inflamação. Assim, pode ajudar a impedir que as bactérias causadoras de espinhas infectem sua pele.



>> Fitodetergente


Sabonete com ação cicatrizante e higienizante na pele para limpeza diária. Indicado para pessoas que queiram prevenir a acne, espinhas e oleosidade.

Contém: Calêndula, Aloe Vera e Hamamélis.



>> Fluido Tonificante Adstringente


Indicado para controlar a oleosidade da sua pele. Proporciona uma ação profunda nos poros aliada a uma ação antibrilho sem ressecar a pele.

Contém: Salvia, Açai e Hamamelis.


>> Gel antivaricoso


Melhora o tônus das varizes e varicozas, diminuindo dores.


Contém: Castanha da Índia, Rutina e Hamamelis.



ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.



Toxicidade/Contraindicações

É contraindicado para gastrite e úlcera gastroduodenal, pois os taninos podem irritar a mucosa gástrica, o qual pode ser aliviado associando-se drogas com mucilagens. A hamamélis está contraindicada para grávidas e mulheres a amamentar e seu uso interno só deve ser feito sob orientação médica. É indicado o uso externo de hamamelis ou na sua forma homeopática.



Fonte

Material fornecedor | Florien.

Artigos Cientificos Scielo



A sua saúde em boas mãos.


Posts recentes

Ver tudo

Fale Conosco

 

WhatsApp:  (51) 99702.5060

                  

                   

Fones:        (51) 3095.2001

                   (51) 3311.7898

                   (51) 3311.1144

 

Horário de Funcionamento

Segunda à Sexta

8:30 às 18:00

Sábado

9:00 às 13:00

Redes Sociais

  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Blogger

Orçamentos por e-mail

envie a sua fórmula aqui:

 

 

Contato com Equipe de Vendas

boaformula@boaformula.com.br

 

Sugestões, Reclamações e Dúvidas

sac@boaformula.com.br

Venha Trabalhar Conosco!

trabalheconosco@boaformula.com.br

Endereço

Boaformula Farmácia de Manipulação

Av. Independência, 1163

Bairro Independência

Porto Alegre - RS - Brasil

CEP 90035-077

Advertência:
• Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.
• Imagens ilustrativas.
• Pessoas com hipersensibilidade à(às) substância(s) não devem ingerir o produto.
• Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.
• Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.
• Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da   luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.
• Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
• Este medicamento não deve ser utilizado por gestantes e lactantes. 
• Este medicamento não deve ser utilizado por menores de 18 anos sem orientação médica.
• Os resultados dependem da correta utilização do produto, conforme descrito na posologia.
• Se persistirem os sintomas, o médico deverá ser consultado.

Venda mediante prescrição do profissional habilitado
As informações acima são de caráter informativo sem intenção de induzir a automedicação, não se trata de propaganda e sim descrição do produto, consulte sempre um profissional habilitado. 
O estabelecimento farmacêutico deve assegurar ao usuário informação e orientação quanto ao uso dos medicamentos solicitados por acesso remoto. RDC 44 de 17 de agosto de 2009, Artigo 58.

Boaformula

Farmácia de Manipulação e Suplementos Nutricionais

A sua saúde em boas mãos.

Porto Alegre | RS

CNPJ 94.629.169/0002-30