Dica Saudável | Cúrcuma | Um poderoso antiinflamatório natural.




A Índia é o berço das especiarias mais apreciadas no mundo e ao longo da história da humanidade. Isso permitiu que os indianos desenvolvessem conhecimentos especiais sobre os usos e benefícios desses itens tão presentes nas medicinas tradicionais, como a Ayurveda. Um desses tesouros naturais típicos desse país é a cúrcuma. Suas propriedades nutricionais fazem com que, há milhares de anos, ela seja usada como erva medicinal, no tratamento e prevenção de diversas enfermidades. Mas não apenas isso. É a cúrcuma também que dá origem a temperos como o curry, popular na culinária indiana, e ao molho de mostarda.


O extrato que é preparado a partir da raiz pode ser utilizado também para o tingimento de fibras têxteis e corantes em receitas.



O que é a cúrcuma?


A cúrcuma, também conhecida como turmérico, açafrão-da-terra ou açafrão-da-índia, é uma planta herbácea originária da Índia e do sudeste da Ásia, de nome científico Curcuma longa. Suas lindas flores brancas são similares com as de uma bromélia, mas a parte mais utilizada é sua raiz tuberosa, de onde se extrai a cúrcuma usada como tempero. Entre os benefícios da cúrcuma estão sua ação digestiva, propriedade inibidora de gases intestinais, ação anti-inflamatória e cicatrizante, entre outros.


Imagem: Flor da cúrcuma


Na hora de comprar a cúrcuma como tempero, cuidado para não confundir o açafrão-da-terra com o açafrão verdadeiro, como é conhecida no Brasil a especiaria extraída do estigma das flores da planta de nome científico Crocus sativus, originária da região do Mediterrâneo. O açafrão é muito mais caro do que a cúrcuma, já que são necessárias 150 mil flores para se obter um quilo de açafrãoseco - e os estigmas dessas flores precisam ser extraídos manualmente.


Já a cúrcuma, que às vezes é chamada no Brasil apenas de açafrão, pertence à mesma família do gengibre (Zingiberaceae) e o seu sabor e coloração às vezes são associados aos do açafrão verdadeiro, daí o nome açafrão-da-terra. A parte usada como especiaria é a raiz da cúrcuma, que é limpa, seca e moída. Além de ser comum na culinária indiana e asiática, a cúrcuma também é muito usada na medicina alternativa. Na Ásia, o vegetal integra receitas de cosméticos como máscaras faciais e pomadas para pele oleosa.

A cúrcuma também é utilizada como corante natural para o tingimento de tecidos. Na Índia, ela foi muito usada para tingir de amarelo os mantos de monges budistas.



Uso medicinal


Os benefícios da cúrcuma não se aplicam apenas à culinária. A raiz é muito utilizada na medicina alternativa. Os principais componentes responsáveis pelo uso medicinal da planta são a curcumina e seus derivados.



O que é a curcumina?


Esse é o principal ativo da cúrcuma e que dá essa pigmentação e sabor à especiaria. A curcumina tem alto poder anti-inflamatório, superior até mesmo à aspirina e ao ibuprofeno, com a vantagem ainda de proteger os órgãos do sistema digestivo.


A curcumina é o pigmento de tom amarelo alaranjado presente no açafrão-da-terra que tem sido muito estudado por suas ações bioativas. O uso medicinal da cúrcuma é muito comum na medicina ayurvédica (sistema medicinal característico da Índia Antiga).


Na ayurveda, a curcumina é utilizada como antialérgico, digestivo, inibidora de gases intestinais, anti-inflamatório, cicatrizante, antioxidante e ainda no tratamento de patologias respiratórias. Diversos medicamentos utilizados atualmente derivam da medicina ayurveda. A curcumina tem sido utilizada no tratamento de câncer, artrites, diabetes, doença de Crohn, doenças cardiovasculares, osteoporose, doença de Alzheimer, psoríases, entre outras.

Diversos estudos relatam resultados positivos em relação à ação anti-inflamatória e antibacteriana na cúrcuma. As pesquisas revelam efeitos positivos em diversas formas de uso, como extratos, soluções e administração oral e intraperitoneal. A curcumina suprimiu uma grande variedade de micro-organismos em pesquisas in vitro, além de mostrar-se antiparasitária, antiespasmódica e estimular atividades de enzimas responsáveis pela digestão. Existem também experiências in vivo que mostram os potenciais efeitos anti-inflamatórios e antiparasitários da curcumina. De acordo com outra pesquisa, a curcumina também promove a desintoxicação do fígado.


A curcumina é citada na literatura científica como um agente antineuroinflamatório; dessa forma, pacientes com Alzheimer, esclerose múltipla e demência provocada pelo HIV poderiam ser beneficiados pelo seu consumo. Ela repara células tronco cerebrais. Além disso, existem diversos relatos da curcumina como um antiviral que age como inibidor da replicação da proteína integrase de HIV-1.


Outros estudos também indicam que a curcumina estimula a vesícula biliar a produzir bile, pode ajudar a prevenir aterosclerose (o acúmulo de placas que podem bloquear artérias e levar a ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral), e auxiliar o tratamento de uveíte (uma inflamação da íris do olho).


Dentre suas potencialidades exploradas por estudos científicos, destaca-se seu uso na prevenção do câncer e também durante seu tratamento. De acordo com as pesquisas, ela possui ação na inibição de mutagênese e carcinogênese, que somada com a atividade anti-inflamatória e antioxidante, inibe também a resposta de neutrófilos e a formação de superóxidos em macrófagos. Assim, a cúrcuma inibe o surgimento e a progressão de cânceres. Existem pesquisas do uso da curcumina no tratamento do melanona, por estimular a apoptose, ou seja, a morte de células diferenciadas. Contudo, mais pesquisas são necessárias.


Não é indicado usar apenas terapias alternativas no tratamento do câncer. Se você optar por usar terapias complementares juntamente com seu tratamento, consulte seus médicos.


É verdade que o açafrão pode reduzir o risco de Alzheimer?


Isso é o que alguns estudos defendem. A curcumina colabora para o aumento dos níveis cerebrais de um hormônio de crescimento que age no cérebro, chamado BDNF. Essa ação faz com que seja possível retardar ou reverter a diminuição de funções cerebrais relacionadas à idade e prevenir doenças cerebrais. Além disso, outros estudos mostram que a curcumina age na proteção de tecido cerebral, evitando assim lesões oxidativas causadas pelos radicais livres. Essas lesões são um dos principais fatores responsáveis pelo mal de Alzheimer.



A cúrcuma faz bem ao coração?


Uma das funções que a curcumina exerce em nosso organismo é ajudar a evitar a obstrução das artérias, que causa problemas como ataques cardíacos e derrames. O que acontece é que a substância elimina uma quantidade maior de colesterol ruim (o LDL) no nosso sangue. Além disso, o açafrão também é fonte de vitamina B6, um importante nutriente para a proteção do coração.



A cúrcuma faz bem para a saúde bucal?


Há também pesquisas que demonstram o potencial da cúrcuma na saúde oral. Devido a suas propriedades anti-inflamatórias, ela ajuda a aliviar dores de dente e inchaços, auxilia no tratamento de gengivites e combate a bactéria que causa placa e cáries dentárias. Na Boaformula você encontra na linha Vegalótus a pasta dental com cúrcuma, é maravilhosa! Experiemente!



Quais os benefícios da cúrcuma para quem sofre de artrite?


Um dos efeitos que os radicais livres podem causar no corpo é a inflamação nas articulações. Como o açafrão é um tempero de alto poder antioxidante, ele é um ótimo aliado para evitar esse tipo de doença. Por ser ainda um potente anti-inflamatório, o açafrão ainda alivia as dores que acompanham a artrite e outras doenças nas articulações.



Diabéticos também podem consumir a cúrcuma?


Embora ainda sejam recentes estudos sobre o assunto, acredita-se que a cúrcuma pode ajudar a reverter casos de resistência à insulina, que é o principal fator do desenvolvimento da diabetes tipo 2.


Ainda que a planta não tenha esse efeito, uma coisa é comprovada: mal o açafrão não faz e ele pode ser consumido por portadores da doença.



O uso da cúrcuma pode causar efeitos colaterais?


Em doses elevadas, a ingestão de açafrão pode causar algumas reações, como náusea, diarreia, hipotensão, dores no estômago e aumento do fluxo menstrual, entre outros.


É indicado ainda uma atenção especial ao consumo por pessoas que fazem uso de alguns medicamentos, uma vez que a curcumina pode interferir na ação de anticoagulantes e anti-inflamatórios. Deve-se ainda evitar o consumo pacientes que sofram de obstrução das vias biliares devido à pedra na vesícula.


Pimenta-preta pode aumentar a biodisponibilidade em 2000%.

Pimenta-preta é uma das especiarias mais comumente consumidas no planeta. Em muitas partes do mundo você pode encontrá-la em quase todas as cozinhas. Normalmente é apenas chamado de “pimenta”. A pimenta-preta também possui muitos benefícios para a saúde. Foi usado para aliviar náuseas, dores de cabeça, má digestão e dor de garganta.

Tomar açafrão com pimenta-preta pode aumentar sua biodisponibilidade até um surpreendente (2000%). Isso ocorre porque a (piperina) composto da pimenta, atua como um excelente bio-potenciador. Simplificando, pode melhorar a biodisponibilidade de outras substâncias no organismo. Você só precisa de uma pitada de pimenta para aumentar a absorção da (açafrão).


O poderoso potencial de Piperina

Quando você consome um nutriente, seu sistema digestivo só pode absorver uma certa porção dele. A proporção de um nutriente que seu corpo pode digerir, absorver e utilizar é a sua biodisponibilidade. Por exemplo, a biodisponibilidade da proteína é muito alta. A maioria das pessoas usa mais de 90% da proteína que consome. Depois que ele se move através de seu sistema digestivo, seu corpo elimina o resto como desperdício.

Para que um nutriente seja absorvido em seu corpo, ele deve passar por uma membrana em seu intestino e na corrente sanguínea. As grandes moléculas têm dificuldade em superar essa barreira. Piperina pode ajudar a relaxar sua membrana intestinal, permitindo que partículas maiores, como a açafrão, passem por ela.

O efeito da piperina no fígado pode desempenhar outro fator. Como parte do seu metabolismo normal, seu fígado libera uma substância chamado +ácido UDP-glucurônico. Em um processo chamado glucuronidação, este ácido se liga com outras substâncias para torná-los mais solúveis em água portanto, mais facilmente excretados.

Por tanto com açafrão, esta glucuronidação pode funcionar com muita rapidez, eliminando a erva do seu sistema antes que seu corpo possa aproveitar ao máximo. Estudos descobriram que a piperina reduz os níveis sanguíneos de ácido UDP-glucurônico, inibindo a glucuronidação. Em outras palavras, retarda seu metabolismo hepático de curcumina o suficiente para que seu corpo possa absorver o nutriente de forma mais eficaz.

Usufrua dessa medicina natural para aumentar sua qualidade de vida e alcançar saúde! A natureza nos dispõem as ferramentas necessárias e é muito importante com ela aprender e se beneficiar para uma vida mais harmônica e saudável!


Dica de receita gostosa com cúrcuma para te aquecer nesse inverno!

Leite Dourado

Ingredientes


| 500 ml de bebida vegetal (arroz, aveia, castanha de caju..)

| 1 pitada de baunilha em pó

| 1 c. (chá) de óleo de coco*

| 1 pedaço com 4 cm de curcuma fresca ralada

| 1 c. (chá) de curcuma em pó*

| 1 pedaço com 2 cm de gengibre fresco ralado

| 1 pau de canela

| 1 estrela de anis

| 4 vagens de cardamomo

| 1 pitada de pimenta preta moída

| 1 c. (chá) de xarope de agáve


*Esses ingredientes você encontra na Boaformula.


Preparação


1 . Leve um tachinho pequeno ao lume com a bebida vegetal até levantar fervura.

2 . Junte a curcuma e os restantes ingredientes, à excepção do mel e ferva cerca de 5 a 10 minutos para infundir os aromas.

3 . Mexa ocasionalmente com uma vara de arames.

4 . Desligue o lume e adicione o mel para adoçar.

5 . Coe o preparado e sirva ainda quente.



A sua saúde em boas mãos.


Fonte: @nfeksa | Ecycle

Fale Conosco

 

WhatsApp:  (51) 99702.5060

                  

                   

Fones:        (51) 3095.2001

                   (51) 3311.7898

                   (51) 3311.1144

 

Horário de Funcionamento

Segunda à Sexta

8:30 às 18:00

Sábado

9:00 às 13:00

Redes Sociais

  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Blogger

Orçamentos por e-mail

envie a sua fórmula aqui:

 

 

Contato com Equipe de Vendas

boaformula@boaformula.com.br

 

Sugestões, Reclamações e Dúvidas

sac@boaformula.com.br

Venha Trabalhar Conosco!

trabalheconosco@boaformula.com.br

Endereço

Boaformula Farmácia de Manipulação

Av. Independência, 1163

Bairro Independência

Porto Alegre - RS - Brasil

CEP 90035-077

Advertência:
• Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.
• Imagens ilustrativas.
• Pessoas com hipersensibilidade à(às) substância(s) não devem ingerir o produto.
• Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.
• Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.
• Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da   luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.
• Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
• Este medicamento não deve ser utilizado por gestantes e lactantes. 
• Este medicamento não deve ser utilizado por menores de 18 anos sem orientação médica.
• Os resultados dependem da correta utilização do produto, conforme descrito na posologia.
• Se persistirem os sintomas, o médico deverá ser consultado.

Venda mediante prescrição do profissional habilitado
As informações acima são de caráter informativo sem intenção de induzir a automedicação, não se trata de propaganda e sim descrição do produto, consulte sempre um profissional habilitado. 
O estabelecimento farmacêutico deve assegurar ao usuário informação e orientação quanto ao uso dos medicamentos solicitados por acesso remoto. RDC 44 de 17 de agosto de 2009, Artigo 58.

Boaformula

Farmácia de Manipulação e Suplementos Nutricionais

A sua saúde em boas mãos.

Porto Alegre | RS

CNPJ 94.629.169/0002-30