Dica Saudável | Como manter seus cabelos saudáveis de forma natural?


Como manter seus cabelos saudáveis de forma natural?


Hoje na Dica Saudável iremos conversar sobre um pêlo que tem muita importância no nosso corpo: o cabelo! O cabelo (do latim capĭllus) é cada um dos pêlos que crescem no couro cabeludo (parte superior da cabeça do corpo humano).


Há em média 150.000 fios capilares em uma pessoa adulta e crescem em média 1 cm por mês. Diferenciam-se dos pêlos comuns pela sua elevadíssima concentração por área de pele e pelo desenvolvimento em comprimento. Podem ser lisos, crespos, ondulados e de muitas cores. Os cabelos não servem só como um aliado estético (dando forma e valorizando o rosto) mas também exercem uma importante função como um isolante térmico, protegendo a cabeça das radiações solares e da abrasão mecânica.

Os cabelos precisam de cuidados e hidratação constantes, mas você sabe por quê? Por que também podem ser um indicativo de diversas doenças que se manifestam alterando sua estrutura. A fibra capilar, ou toda a extensão dos fios, é dividida em três partes com funções diferentes que, unidas, deixam seus cabelos bonitos e saudáveis. Os tratamentos funcionam para corrigir problemas causados por química e agentes externos, como a poluição, e garantir que a cutícula, o córtex e a medula funcionem corretamente.



Estrutura do Cabelo


Acima de tudo, o fio de cabelo é um pêlo. Possui a mesma estrutura de todos os pêlos do corpo humano, porém tem suas particularidades.


O cabelo é um fio queratinizado que cresce na pele dos mamíferos. A haste do cabelo é a parte do fio que emerge do couro cabeludo. Todos os fios do nosso cabelo têm duas camadas principais: a cutícula (parte mais externa) e o córtex (parte intermediária). Alguns fios ainda têm uma terceira camada, a medula (parte interna). Se compararmos o fio de cabelo com um lápis, a cutícula seria a pintura externa, o córtex seria a madeira e a medula seria o grafite.


Cuticula > CAMADA MAIS EXTERNA QUE DEIXA OS FIOS HIDRATADOS


A cutícula é a camada mais externa, responsável por regular a entrada e saída de água da fibra. Por serem transparentes nos permite ver a cor do fio do cabelo. É nela, por exemplo, que a coloração artificial fica depositada.


Ela é composta de seis a oito camadas de células planas sobrepostas e coberta por uma camada invisível de lipídios resistente à água, que age como um hidratante natural. Essas placas, por sua vez, oferecem excelente proteção ao córtex. A cutícula sofre agressões externas (sol, chuva, poluição etc.) por ação mecânica (escovar, pentear etc.) e transformações químicas (relaxamento, permanente, colorações, reflexos etc.) A maioria dos danos capilares acontece nessa área dos fios, que graças a danos externos, rompem a proteção da cutícula e causam queda, porosidade e ressecamento.


A cutícula é composta basicamente por camadas de queratina (uma proteína), e as ceramidas (um tipo de lipídio) agem como a “cola” que mantém essas camadas no lugar.


Você pode fazer uma experiência para “sentir” a cutícula do seu cabelo: com uma das mãos, segure um fio (não precisa arrancá-lo da cabeça!) pela ponta. Depois, segure com firmeza o meio do fio entre os dedos indicador e polegar da outra mão (como uma pinça) e deslize os dedos para baixo, em direção à ponta. Os dedos deslizam com facilidade porque o movimento está acompanhando a direção das placas da cutícula.


Agora tente deslizar os dedos novamente, só que de baixo pra cima (começando da ponta e indo em direção à raiz): você provavelmente vai sentir uma resistência, uma textura mais áspera, e o cabelo pode até fazer um barulho durante o movimento. Isso é porque os seus dedos estão indo na direção contrária à das placas, e “esbarrando” na beiradinha de todas elas!

Impressionante, né? Provavelmente o seu fio não gostou nada dessa experiência (o atrito agride a cutícula do cabelo!), então peça desculpas, diga que foi pelo bem da ciência e para seu autoconhecimento!


Córtex> RESPONSÁVEL PELA FORMA, COR E RESISTÊNCIA


O córtex é a região mais importante do fio e é responsável por definir a forma, a cor, a resistência, a elasticidade, a quantidade natural de umidade dos fios e a força. "É nesta área que as proteínas se agrupam paralelamente dando resistência ao fio", ensinou a dermatologista Sara Bragança em entrevista ao site "Bolsa de mulher".


É a região intermediária onde transformamos, de todas as formas, a estrutura do cabelo. Nesta região encontramos as seguintes ligações químicas:

  • ligação salina: no simples ato de molhar o cabelo a sua extensão é aumentada.

  • ligação de hidrogênio: a deformação acontece quando transformamos temporariamente o cabelo.

  • ligação de enxofre (também conhecido como Ponte de Dissulfeto): só é rompida através de ação química (como amônia, por ex.) e sua transformação é permanente naquele fio ou física (aquecimento) sua transformação é temporária.


Essas proteínas se agrupam em hastes formadas de queratina, importante para evitar quedas e ponta dupla, e melanina, que dá cor aos fios. No córtex também é definida a textura do cabelo, se será liso ou cacheado, o que depende também de ligações químicas como a das pontes de dissulfeto, responsáveis pelo formato dos fios além de unir as proteínas encontradas no eixo do cabelo.


Quanto maior o número de ligações, mais crespos os cabelos ficam e mais difícil para a oleosidade natural do couro cabeludo chegar às pontas, precisando de produtos para suprir essa função . Como o córtex é uma camada mais interna que a cutícula, os danos dessa área costumam ser mais graves deixando os cabelos mais frágeis


Medula> PRESENTE EM APENAS ALGUNS TIPOS DE CABELOS


O cabelo ainda é constituído pela medula em camada mais interna. "Embora possa estar ausente em alguns pacientes, sua função é direcionar o novo fio de cabelo e auxiliar na termorregulação. O canal medular pode estar vazio ou preenchido por queratina" explicou Sara Bragança.


A medula é a única parte da fibra capilar que está em contato com o bulbo e só é encontrada nos fios mais grossos ou nos brancos. Ela é responsável por distribuir minerais e nutrientes até as pontas; o que permite que as células que são criadas no bulbo e fazem com que os cabelos cresçam , sejam levadas até as extremidades.



Cuidando do seu cabelo


Cada fio de cabelo é coberto por uma camada de escamas bem fechadas, chamadas cutículas, que protegem o interior do cabelo. Nos cabelos saudáveis, essa cutícula tem um padrão regular, o que mantém as moléculas de água e de proteína seladas dentro do cabelo, mantendo-o maleável, com brilho, forte e macio. Os cabelos danificados, por sua vez, apresentam um desgaste provocado por produtos químicos (permanentes, produtos inadequados, tinturas, descoloração, alisamentos, etc.), além dos danos físicos (exposição excessiva aos raios UV, uso de secadores, escovação brusca). Em ambos os casos, ocorrem anomalias na disposição das cutículas e, consequentemente, na estrutura dos fios e do couro cabeludo. Nos cabelos danificados, as escamas estão abertas, o que provoca perda de brilho, umidade e resistência. É por isso que eles necessitam de um tratamento profundo e intensivo. A camada hipolipídica que protege o cabelo, a pele e a unha têm pH ácido, um valor compreendido entre 4,2 e 5,8 na escala de pH que varia de 1 a 14 e a escala 7 é neutro. Dessa forma, todos os produtos que entram em contato com o corpo humano devem ser neutros (pH igual ao do cabelo, pele e unha) ou levemente ácidos. Se lavarmos o cabelo com xampu alcalino, por exemplo, suas cutículas abrem, ele fica sem brilho, difícil de pentear e embaraçado.



Influência de temperatura e Ph na Cutícula


O mecanismo que controla a abertura ou o fechamento da cutícula reage principalmente a dois fatores: temperatura e pH (potencial de hidrogênio, que determina se uma substância é considerada ácida, neutra ou alcalina). Lembrando das aulas de química: a escala de pH vai de 1 a 14, onde o 7 é considerado neutro. Qualquer número menor que 7 indica pH ácido, e qualquer número maior que 7 indica pH alcalino.

A temperatura e o pH interagem com a cutícula da seguinte forma:


– Temperaturas mais altas (quentes) e produtos com pH alcalino (elevado) fazem as placas da cutícula se abrirem, e costumam ser utilizados para limpeza profunda (anti resíduos) e como preparo para o cabelo receber os componentes de alguns produtos capilares (se a cutícula estiver fechada, eles podem ficar “presos” do lado de fora dos fios, sem conseguir entrar). Nesse estado o cabelo fica áspero e opaco (reflete mal a luz).


– Temperaturas mais baixas (frias) e produtos com pH ácido (baixo) fazem as placas da cutícula se fecharem, “trancando” a água e as demais substâncias dentro do fio e bloqueando o acesso ao córtex. Nesse estado os fios ficam sedosos e brilhantes (refletem bem a luz).


O pH normal do cabelo é levemente ácido, assim como a maioria dos shampoos e condicionadores (o que ajuda a manter as cutículas fechadas). Os shampoos anti-resíduo, tinturas, descolorantes e alisantes químicos são mais alcalinos e abrem a cutícula dos fios.


Cabelos Secos e sem Vida


Para melhorar a situação dos cabelos secos e sem vida, a hidratação é sem dúvida o melhor tratamento. Os cabelos geralmente ficam secos devido ao excesso de produtos químicos utilizados, secadores e chapinhas. Assim, é importante evitar fazer uso desses produtos, bem como evitar a exposição prolongada ao sol e à água da piscina.A rotina de fazer hidratação em casa garante a manutenção da vitalidade e beleza dos nossos cabelos e ainda serve como aliada na correria do dia-a-dia!


Hidratação> dica de procedimento

  • Na hora da lavagem, é importante usar um shampoo antirresíduos, pois além de limpar bem os fios ele abre as escamas e o produto penetra melhor nos fios.

  • Após enxaguar, seque cuidadosamente com uma toalha para retirar o excesso de água.

  • Passe nos fios seu creme de preferência, massageando bem. Evite aplicar diretamente no couro cabeludo.

  • Prenda e coloque uma touca térmica, ou envolva os fios em uma toalha.

  • Deixe agir conforme o tempo indicado pelo fabricante.

  • Enxágue bem.


Cabelos Quebradiços


O situação de quem tem cabelo quebradiço é um pouco mais grave, porque o cabelo está tão seco que quebra. A estrutura do fio foi afetada, seja por procedimentos químicos ou por pura falta de cuidados.



Pontas Ressecadas


Para pontas ressecadas um bom tratamento é a umectação. Porém você pode fazer uma hidratação adicioando seu óleo de preferência. Separe uma quantidade de creme ideal para o volume do seu cabelo, acrescente 15 gotas de óleo de Argan e misture. Se você tiver mais de um tipo de óleo em casa, pode misturar.


*Umectação: Umectação é um banho de óleo. O procedimento, ideal para cabelos ressecados, repõe a umidade do fio, hidrata, diminui o volume e garante brilho, maciez e balanço aos cabelos. Deve ser feita somente nas pontas que estejam bem ressecadas.



Cabelos com Frizz


O frizz nada mais é do que a característica de um fio desidratado. Cabelos hidratados não têm frizz ou fios arrepiados. Óleos reparadores,séruns , mascaras capilares e ampolas promovem a hidratação necessária ao fio.


Dicas de produtos naturais para manter seu cabelo saudável e lindo!


Óleo de coco


Um ótimo tratamento natural para cabelo seco é o óleo de coco, pois ele tem gordura, vitamina E e óleos essenciais que hidratam e conferem brilho ao cabelo, fortalecendo-o.


Um estudo publicado pela Society Cosmetic Chemists mostrou que o óleo de coco pode ser utilizado para tratar danos em diferentes tipos de cabelo. Danos causados no cabelo por causa de penteação, clareamentos realizados quimicamente e queimaduras causadas pelo calor da água quente - do chuveiro, chapinhas, secadores e modeladores de cachos - podem ser revertidos por meio da aplicação do óleo de coco. Isso porque, de acordo com o estudo, ao aplicar o óleo de coco no cabelo obtém-se um filme lubrificante que ajuda a evitar a perda de proteínas e água, formando uma verdadeira capa de proteção para os fios.


Para hidratar o cabelo usando o óleo de coco basta lavar os cabelos e, com ele ainda úmido, aplicar mecha a mecha o óleo, deixando-o agir por cerca de 20 minutos e depois lavar o cabelo normalmente. Este tratamento natural deve ser feito duas ou três vezes por semana para obter melhores resultados.



Linha Óleo de Argan Capilar Boaformula


>>Benefícios para os cabelos


O óleo de argan ajuda em problemas como o frizz e controle de fios rebeldes. Isso acontece porque os cabelos normalmente tem carga elétrica negativa por causa da queratina, mas essa é a principal causa de fios arrepiados. Porém, os óleos vegetais encampam os fios, fazendo com que a carga negativa escorregue para as pontas, diminuindo o atrito e deixando os fios com aspecto saudável e maleável.


Além disso, ele é um tratamento natural: seus antioxidantes e vitaminas melhoram a elasticidade dos fios, dão um brilho luminoso e ajudam a renovar os cabelos contra danos causados pelo calor, vento, oxidação ou excesso de escova e química. Por essa ação contra elementos que causam tensão nos cabelos, ele é muito indicado em xampus para cabelos afro ou ressecados.