Dica Saudável | Cuidados com a pele do rosto

Atualizado: 10 de dez. de 2021


CUIDADOS COM A PELE DO ROSTO


Hoje na Dica Saudável falaremos sobre cuidados com a pele do nosso rosto. A pele, maior órgão do corpo e que faz interações entre o meio interno e externo, é um reflexo da nossa saúde. A pele é um organismo vivo, ela não é algo fixo, mas variável. A pele não é, a pele está. Conhecer a nossa pele é o primeiro passo para mantê-la saudável e bonita. Seguir as etapas de cuidados diários com a pele é outro fator essencial. Em todas as idades, limpar, tonifica, hidratar e proteger a pele do sol é fundamental.


Para começar nossa reflexão e dicas de cuidado diários, gostaria que você se questionasse de algumas coisas: Como você cuida da sua pele? Como está sua pele hoje? Como varia sua pele ao longo das estações do ano, ao longo do ciclo lunar ou ao longo do dia?

Imagina sua pele sendo um conjunto de "micro boquinhas". Temos que escolher conscientemente como alimentaremos ela da mesma forma que escolhemos como alimentamos nosso corpo! É preciso buscar pelo mais natural e saudável de verdade.



Mas afinal, o que é a pele?


A pele é formada por três camadas bem unidas, epiderme, derme e hipoderme. Todas são importantes para o corpo, e cada uma tem características e funções diferentes. Saiba mais sobre elas:



>> Epiderme


É a camada mais externa da pele, aquela que você pode ver a olho nu. A principal função da epiderme é formar uma barreira protetora do corpo, protegendo contra danos externos e dificultando a saída de água (do organismo) e a entrada de substâncias e de micróbios no organismo. Na epiderme estão os melanócitos, as células que produzem melanina, o pigmento que dá cor à pele. A epiderme também origina os anexos da pele: unhas, pelos, glândulas sudoríparas e glândulas sebáceas.



>> Derme


É a camada intermediária da pele, formada por fibras de colágeno, elastina e gel coloidal, que (conferem) dão tonicidade, elasticidade e equilíbrio à pele, e por grande quantidade de vasos sanguíneos e terminações nervosas. Essas terminações nervosas recebem os estímulos do meio ambiente e os transmitem ao cérebro, através dos nervos. Estes estímulos são traduzidos em sensações, como dor, frio, calor, pressão, vibração, cócegas e prazer. É na derme que estão localizados os folículos pilosos, os nervos sensitivos, as glândulas sebáceas, responsáveis pela produção de sebo, e as glândulas sudoríparas, responsáveis pelo suor.



>> Hipoderme


É a terceira e última camada da pele, formada basicamente por células de gordura. Sendo assim, sua espessura é bastante variável, conforme a constituição física de cada pessoa. Ela apóia e une a epiderme e a derme ao resto do seu corpo. Além disso, a hipoderme mantém a temperatura do seu corpo e acumula energia para o desempenho das funções biológicas.



Motivações para você cuidar de sua pele!


1. É o maior órgão vital, mantendo sua saúde e bem estar de formas incrivelmente diferentes. É impermeável e pode ter num único cm² centenas de glândulas sudoríparas e receptores sensoriais para tato, calor e frio.


2. É um importante órgão do sistema imunológico, atuando como uma barreira de proteção contra substâncias tóxicas e micro-organismos invasores (bactérias, fungos e vírus).


3. Regula a temperatura do corpo, contraindo as veias e encaminhando o sangue para as temperaturas frias do corpo para preservar o calor, além de produzir suor em temperaturas quentes para esfriar o corpo através da evaporação.


4. É o maior órgão sensorial, enviando mensagens neurológicas sobre tato, pressão, dor e temperatura para o Sistema Nervoso Central. A sensação é uma das funções mais importantes da pele.


5. Desintoxica o corpo excretando resíduos, grande parte pelas glândulas sudoríparas. Sintetiza e estoca vitamina D. Protege o corpo de danos da radiação ultra violeta pela produção de melanina. Absorve nutrientes lipossolúveis como vitamina A, E e K.


6. É um órgão metabólico, a pele está envolvida no metabolismo e queima de gorduras, e ajusta o nível de água e sais minerais do corpo através da transpiração.


7. Promove o equilíbrio da saúde do corpo devida a sua propriedade de proteção, regulação da temperatura do corpo, percepção sensorial, balanço de água, síntese de vitaminas e hormônios, e absorção de nutrientes necessários para a saúde.


8. É um órgão dinâmico, sempre se renovando à medida em que células velhas morrem e novas células nascem. Da infância à vida adulta a pele se renova continuamente.



CLASSIFICAÇÃO DA PELE


A classificação dos tipos de pele é complexa, sendo única para cada pessoa variando com a influencia de diversos fatores como alimentação, temperatura externa, estresse, entre outros.


No momento de identificação do seu tipo de pele onde será avaliado o grau de hidratação, coloração da pele, sensibilidade, etc. Assim é possível ter uma pele hiperseborréica e desidratada, o que é, inclusive, bem frequente. A classificação da pele em 4 tipos (normal, seca, oleosa e mista) foi desenvolvida por Helena Rubistein no início do século XX. Helena Rubistein foi praticamente a inventora da indústria cosmética. Ela desenvolveu um creme facial específico para a beleza que foi lançado em 1902, na Austrália e fez um sucesso imediato entre as mulheres.


Ela desenvolveu cremes específicos que atendessem as necessidades de cada tipo de pele. Classificou a pele em 4 tipos: normal, oleosa, seca e mista.

Hoje outros fatores como a pigmentação, a sensibilidade ou resistência da pele, a tendência a enrugar ou não e a hidratação da pele também foram destacados como importantes para uma classificação mais específica para o seu tipo de pele. Para isso, indicamos que você procure um profissional da saúde, como um dermatologista, para lhe auxiliar. A dica saudável hoje tem como objetivo trazer os tipos de pele de uma forma simplificada para ajudar você a conhecer mais sobre sua pele, perceber como está sua pele hoje e os cuidados que você tem com ela.



>> Pele Eudérmica ou Normal

O que é pele normal?


"Normal" é um termo largamente utilizado para se referir à pele balanceada. O termo científico para pele saudável é eudérmica. Possui uma textura lisa e suave. É flexível. Poros são pouco visíveis e as secreções sebáceas e sudoríparas estão em equilíbrio. Não apresenta lesões visíveis. É característica da pele infantil, mas muitos adultos possuem este tipo de pele, equilibrada.


Como identificar a pele normal?


Pele normal tem:

  • Poros finos

  • Boa circulação sanguínea

  • Textura aveludada, suave e lisa

  • Transparência e frescor uniforme, cor rosada

  • Sem manchas e sem propensão a sensibilidade.

À medida que a pessoa com pele normal envelhece, sua pele pode ressecar.


A pele normal é bem equilibrada: nem muito oleosa, nem muito seca.



>> Pele seca

O que é pele seca?


O termo “seco” é utilizado para descrever uma pele incapaz de reter água no volume necessário. Isso geralmente está associado à produção reduzida de lipídios na pele. Por causa da falta de sebo, a pele seca carece de lipídios necessários para reter umidade e construir um escudo protetor contra influências externas. Isto leva a um comprometimento da função de barreira. A Pele seca (Xerose) existe em vários níveis de gravidade e em diferentes formas que nem sempre são distinguíveis com clareza.


É significativamente maior o número de mulheres que de homens com pele seca e todas as peles ficam mais ressecadas com o envelhecimento. Os problemas relacionados à pele seca são uma queixa comum e explicam 40% das visitas ao dermatologista.



As causas de pele seca


A umidade da pele resulta da água das suas camadas mais profundas e da transpiração.


A pele perde água constantemente através de:

  • Transpiração: perda de água a partir da produção originada nas glândulas sudoríparas motivada pelo calor, tensão emocional e atividades físicas, por exemplo.

  • Perda Transepidérmica de água (PTEA): forma natural através da qual a pele distribui cerca de meio litro de água por dia, a partir de suas camadas mais profundas;

Pele seca é causada por uma falta de:

  • Fatores de hidratação naturais (FHNs) , especialmente uréia, aminoácidos e ácido láctico que ajudam a fixar água.

  • Lipídios epidérmicos tais como ceramidas, ácidos graxos e colesterol que são necessários para uma função saudável da barreira cutânea.

Como resultado, a função de barreira da pele pode ser comprometida.

Pele seca pode parecer esticada, áspera e com aspecto apagado.

Mulheres idosas com pele seca têm mais rugas e linhas pronunciadas.



Como identificar diferentes graus de pele seca?


Pele seca apresenta variações que vão desde o tipo de pele que apresenta-se um pouquinho mais seca que a normal, a pele muito seca, e até extremamente seca.


1. Pele seca A pele levemente seca apresenta sensação de rigidez, sensibilidade, aspereza e com tonalidade mais opaca.


2. Pele muito seca A falta de tratamento pode levar a:

  • Leve descamação ou áreas escamosas

  • aspecto áspero e manchado (às vezes parece ser precocemente envelhecida)

  • sensação de rigidez

  • possibilidade de coceira

É também mais sensível a irritação, vermelhidão e o risco de infecções. Descubra mais sobre a pele seca nos artigos disponíveis neste site.


3. Pele extremamente seca Certas áreas do corpo – particularmente mãos, pés, cotovelos e joelhos – estão propensos a:

  • Aspereza

  • rachaduras com tendência a formar frestas

  • calos

  • descamação

  • coceira frequente

Casos de pele extremamente seca são geralmente encontrados em pessoas com mais idade, especialmente na pele das mãos e pés.



>> Pele oleosa

O que é pele oleosa?

"Oleosa" descreve um tipo de pele com alta produção de sebo.



As causas de pele oleosa!


Um número de questões desencadeia a superprodução de sebo:

  • genética

  • mudanças hormonais e desequilíbrios

  • medicamentos

  • estresse

  • cosméticos comedogênicos (produtos de maquiagem que causam irritação, que entopem os poros e não permitem com que ela respire)

A pele oleosa tende a ter manchas.



Como identificar os diferentes tipos de pele oleosa?


A pele oleosa é caracterizada por:

  • Poros visíveis e aumentados

  • Brilho excessivo

  • Pele grossa e pálida: vasos sanguíneos podem não ser visíveis

A pele oleosa está propensa a cravos (negros e brancos) e diversas formas de acne.