Dica Saudável | Brownie | Permita-se com consciência


Hoje a dica saudável é sobre se permitir. Se permitir sentir os sentimentos para então conseguirmos identificá-lo e então acolher eles. Chore se necessário, mas não se esqueça que leveza é primordial. Estamos vivendo tempos incertos e está tudo bem sentir um pouco de medo. Medo vem com os mistérios da vida e é um sentimento normal e natural, seu agravamento pode gerar ansiedade e outros transtornos, por isso lhe convidamos a se cuidar com carinho, dançar, cantar, criar e cultivar de sua própria companhia, vendo o recolhimento - quando possível - como uma oportunidade. Busque descansar, faça arte, faça planos para o futuro, deixe que saibam de você aqueles que você ama. É momento de resgatar o brincar, nutrir sua luz.


As nossas emoções têm um efeito poderoso na escolha dos alimentos e nos nossos hábitos alimentares. O que comemos afeta a forma como nos sentimos, assim como o que sentimos afeta nossa maneira de comer.


“O que pensamos gera emoções, mas o que comemos também

gera emoções”.

– Montse Bradford –


As pessoas desenvolvem diferentes comportamentos como resposta às suas emoções que dependem de diversos fatores, como sua história, sua família, onde vivem e a capacidade de identificar e gerenciar os seus sentimentos. Por exemplo, observou-se que as emoções e comportamentos afetam as decisões nutricionais, como a quantidade, tipo de alimento e numero de refeições. Uma pessoa com depressão pode pular refeições ou eliminar o café da manhã na sua rotina diária. Como vemos, o vínculo entre emoção e alimentação é um fato concreto.


Fomos conversar com a nutricionista e representante comercial da Boaformula, Carolina Jonas, que trouxe uma linda contribuição para nós nesse momento:


"Equilíbrio na vida é tudo, principalmente quando se fala em alimentação saudável.

Mas nutri, hambúrguer pode? Pão pode? - Pode sim! Nenhum alimento sozinho é vilão ou responsável por ganho de peso. O ganho de peso ocorre por um conjunto de fatores que resultam em uma matemática simples de saldo positivo na ingestão calorica diária, ou seja, comer mais do que você gasta ao longo do dia. De vez enquanto se permitir comer alguma “besteira” não é o fim do mundo. Devemos desenvolver autonomia alimentar para entender nosso corpo e reconhecer os sinais que eles nos mandam.”



Então nossa proposta não é gerar culpa diante dos alimentos que ingerimos nesse momento, mas trazer para consciência que tudo bem as vezes não estar tudo bem e que precisamos desenvolver inteligência emocional para reconhecer esses sentimentos para então conseguirmos acolhe-los. A inteligência emocional se traduz na possibilidade do ser humano de aprender a lidar com as próprias emoções e usufruí-las em benefício próprio. Aprender, também, a compreender os sentimentos e comportamentos do outro.


A importância da inteligência emocional é para a vida. Sua essência se dá quando conseguimos conciliar o lado emocional e racional do cérebro, neutralizando as emoções negativas, as quais produzem comportamentos destrutivos e, então, potencializa as emoções positivas para gerar os resultados desejados.



Os cinco pilares da Inteligência Emocional


Daniel Goleman, jornalista científico especializado nessa área, elenca os cinco pilares da Inteligência Emocional (IE), quais sejam:



1 – Conhecer as próprias emoções


O primeiro passo é se conhecer, analisar suas emoções e as ações que você faz em resposta aos estímulos.Essa é a chave da inteligência emocional!Mas você deve estar ciente de que a Inteligência Emocional é um processo gradual e que varia de pessoa para pessoa.


Não apresse as coisas, não se desespere. A nossa dica para você conhecer melhor as suas próprias emoções é colocar seus sentimentos e suas ações em um papel e, depois, refletir profundamente sobre isso.



2 – Controlar as emoções


Tenha em mente que todos nós passamos por momentos estressantes na vida, ou nos sentimos ansiosos por algum motivo. Aprender a lidar com as emoções e controlá-las te colocará na direção certa conforme cada situação, e fará toda a diferença entre o equilíbrio e a disfunção.


Você deve evitar pensar de imediato em um resultado negativo. Seja otimista, tente enxergar sempre o lado positivo das coisas e lembre-se que cada situação possui diversas saídas, basta você procurá-las.


E quando estiver sob pressão, a coisa mais importante é tentar manter a calma. Encontre uma distração, realize uma atividade prazerosa e canalize sua ansiedade.



3 – Automotivação


Lembre-se que pensar antes de tomar as decisões lhe trará diversos benefícios e evitará o conflito com os seus pares e o arrependimento de seus atos.


Ao saber utilizar adequadamente suas emoções você chegará aos seus objetivos.Nunca perca a esperança! Tudo é possível, desde que você corra atrás daquilo que você quer de maneira consciente e sem passar por cima do outro!


Assim, você deve aprender a responder aos seus estímulos, um processo consciente que envolve analisar como você se sente, para depois decidir como você quer se comportar para atingir suas metas.Em contrapartida, temos o processo inconsciente de reagir, onde experimentamos um gatilho emocional, expressando essa emoção de maneira instantânea, o que gera arrependimentos e desvios de nossas metas.



4 – Empatia


Aprender a se colocar no lugar do outro, de reconhecer as emoções dos outros e entender seus comportamentos, nos torna mais sensíveis e abertos.



5 – Saber se relacionar interpessoalmente


Outro ponto chave para o sucesso é saber ter boas relações, guiando as emoções dos outros. Isso criará um ambiente positivo a sua volta, melhorando não só a sua qualidade de vida, mas também contagiando aqueles ao seu redor.


________________________


E como hoje a ideia é nos permitirmos, nada melhor do que uma boa receita de brownie para alegrar com a força do cacau! Sim, um brownie com cobertura de chocolate! Nosso propósito é mostrar para você que podemos comer de tudo. Com equilíbrio e sabedoria, trazendo ingredientes integrais e nutritivos para nossa alimentação ao mesmo tempo que desfrutamos de uma comida confortável e acolhedora para nosso corpo e mente. Afinal, nos merecemos, não é mesmo? Comer com qualidade, sem precisar se restringir ou passar vontade. Alguns ingredientes utilizados aqui podem vir a ser inspiração para outros preparados seus ai em sua casa, fazendo a substituição para proporcionar mais saúde sem perder o sabor.



Receita brownie


  • 1 xícara de aveia

  • 1 xícara de farinha de grão de bico

  • 2 colheres de sopa de chia*

  • 2 colheres de sopa de linhaça*

  • ½ xícara de farinha de amendoim

  • 1 ½ xicara de açúcar de coco ( pode ser também o mascavo ou demehara)

  • 5 colheres de sopa de óleo de coco*

  • 1 ½ xícara de água ou leite vegetal

  • 1 xicara de cacau 100%

  • Uma pitada de sal do himalaia


* Você encontra na Boaformula!


Opções de fermento:


3 colheres de sopa de levain

OU

1 colher de chá de bicarbonato

1 colher de sobremesa de vinagre de maça




Modo de preparo: Primeiro em um pote adicione a chia e linhaça com a mesma quantidade de água para hidratar. Reserve por pelo menos 15minutos. Em uma vasilha, adicione todos os secos e misture bem. Com as temperaturas mais frias, o óleo de coco estará em estado sólido. Para melhor inserir ele na massa, indicamos que coloque em banho Maria para poder ficar fluido. Adicione primeiro a água ou leite vegetal e depois o óleo de coco. Misture bem até formar uma massa densa e homogênea. Fiz essa receita com 3 colheres de levain como fermento. Adicione ele e aguarde em torno de 3 horas para seu brownie ficar aerado e bem fofinho, e então asse ele no forno de pré aquecido a 200 graus por 10 minutos.



Extra: Você pode adicionar semente de girassol, nozes, castanhas, ou o que tiver me casa na receita!



Calda de chocolate : Brigadeiro de aveia

Modo de preparo: Hidrate ½ de aveia com 3 de água e reserve por pelo menos 15minutos. Bata essa mistura no liquidificador e coe com voal. O resíduo você pode guardar e utilizar em outras receitas, como também inserir na massa na quantidade de aveia que utilizamos. Leve o leite coada em uma panela ao fogo. Adicione ½ de chocolate e 5 colheres de sopa de açúcar.

Essa receita é bem intuitiva e pessoal, caso ache que necessita adicione mais cacau ou açúcar. Vá mechendo até engrossar. Quando o seu brownie estiver pronto, faça furos nele com ajuda de um gardo e despeje a calda sobre. Bom apetite!!




Vamos conhecer um pouco mais dos benefícios dos ingredientes

para a nossa saúde?

Levain


O fermento natural é conhecido por diversos nomes: levain (fermento em francês, se pronuncia “levãn”), sourdough starter (inglês), lievito naturale ou pasta madre (italiano), masa madre (espanhol), massa lêveda (Portugal) ou massa azeda. Um fermento natural muito utilizado para fazer Paes, também testamos para esse nossa receita de brownie e ficou uma delicia!


A fermentação natural está longe de ser uma novidade, é um processo utilizado desde a produção dos primeiros pães. O registro mais antigo é de 3.700 AC, mas sua origem provavelmente está relacionada com o início da agricultura. Foi somente nos últimos 150 anos que o fermento industrializado foi desenvolvido e logo passou a ser amplamente empregado na produção de pães.


Para produzir o fermento natural temos que misturar farinha de trigo com água e deixar a natureza fazer seu trabalho de reprodução dos microrganismos e criar uma cultura de lactobacilos e leveduras. Devemos adicionar farinha e água diariamente durante 7 a 10 dias. Alguns métodos utilizam frutas (abacaxi, maçã ou uva), iogurte ou mel para potencializar a fermentação. é usada para garantir o crescimento (geração de gás carbônico) e aromas (através de ácidos orgânicos).


Mas você sabia que além de fornecer a nossas receitas sabor e textura muito mais complexos e interessantes l também apresentam diversos benefícios para a saúde?


Para falar sobre todos esses benefícios nós teremos que usar alguns termos técnicos, afinal tudo isso é fundamentada em pesquisas científicas. O primeiro desses termos é enzima, que nada é mais é do que um composto que auxilia em reações químicas. Existem inúmeras dessas enzimas, e cada uma delas contribui para a realização de um conjunto de reações específicas. O segundo termo é prebiótico, que são componentes alimentares que ajudam a proliferar micro-organismos benéficos para o nosso corpo. O último termo que precisamos conhecer é ácido fítico, que é um composto presente nos grãos que impede algumas enzimas de ‘trabalharem’, o que impede uma melhor digestão de grãos como o trigo, causando desconfortos abdominais e inchaço. Além disso, esse ácido se liga a alguns nutrientes impedindo que eles sejam absorvidos por nós.


Agora que já conhecemos os termos protagonistas, vamos entender como todos eles se conectam para beneficiar a nossa saúde. A presença de bactérias ácido lácticas no fermento natural é responsável pela formação de ácidos orgânicos, o que faz com que todo o meio (massa do pão) fique mais ácido. Nós já aprendemos que o ácido fítico atrapalha não só a digestão, mas também a absorção de nutrientes, mas há uma enzima, chamada de fitase, que ajuda na degradação do ácido fítico. Porém essa enzima funciona muito melhor em ambientes ácidos, ou seja, ela funciona muito bem em pães de fermentação natural. Assim, com a degradação do ácido fítico nosso corpo absorve muito mais minerais, como cálcio, magnésio, zinco e ferro, mas não é só isso – sem a presença do ácido fítico outras enzimas ‘funcionam’ melhor nos ajudando a quebrar compostos que tem cadeias muito grandes – em outras palavras a digestão é muito mais fácil.


Adicionar fermeto natural traz propriedades ao alimento, agindo como prebióticos, auxiliando na proliferação de micro-organismo que fazem bem para a gente, e que são necessários no nosso aparelho digestivo para seu melhor funcionamento.



Aveia


A aveia é um cereal muito nutritivo, que apresenta diversos benefícios para a nossa saúde. Além de possuir carboidratos, proteínas (apresenta boa quantidade comparada a outros cereais), lipídios, vitaminas e minerais, ela possui grande quantidade de fibras solúveis e insolúveis, que a tornam uma excelente opção para quem busca uma alimentação saudável ou quer emagrecer.


A fibra alimentar solúvel da aveia é composta por pectinas, betaglucanas, mucilagens, algumas hemiceluloses e amido resistente. Os principais componentes das fibras insolúveis são a celulose e as hemiceluloses. Seu consumo proporciona os seguintes benefícios:


– Auxilia o bom funcionamento intestinal, pois retarda o esvaziamento gástrico, resultando em maior saciedade. – Diminui os níveis de colesterol total e LDL (colesterol ruim), além de ajudar a manter seus níveis adequados. – Diminui a liberação de açúcar no sangue. – Ajuda a reduzir os riscos de doenças coronárias.


A betaglucana é a fibra solúvel de maior importância na aveia, pois tem ação na redução do colesterol sanguíneo em indivíduos com hipercolesterolemia. A concentração dessa fibra é mais elevada no farelo de aveia, seguida da aveia em flocos e depois da farinha de aveia.


Além desses fatores, a aveia contém muitos antioxidantes que previnem o envelhecimento e o aparecimento de doenças; contém zinco que auxilia na diminuição de acnes e melhora o sistema imunológico; e também é fonte de manganês, que pode auxiliar na formação do colágeno, mantendo a estrutura da pele, do cabelo e das unhas.


Para quem precisa de energia para malhar, ela é uma ótima opção! Sua digestão é fácil, então não há perigo de sentir desconforto durante a atividade física. Além disso, por ser rica em fibras, o seu carboidrato é liberado de forma mais lenta no organismo, fornecendo energia de forma gradual.


A aveia pode ser adicionada a alimentação de diferentes formas, inclusive aliando seu consumo com frutas, iogurtes, sucos, vitaminas e mingau.




Farinha de grão de bico


A farinha de grão-de-bico tem sido um ingrediente básico na culinária indiana há séculos. Além de saborosa, ela é nutritiva e uma alternativa sem glúten à farinha de trigo. Pode ser uma ótima alternativa para diversas receitas, trazendo seu potencial nutritivo e sacietogenico aos preparados


Um copo (92 gramas) de farinha de grão-de-bico contém:

  • Calorias: 356

  • Proteína: 20 gramas

  • Gordura: 6 gramas

  • Carboidratos: 53 gramas

  • Fibra: 10 gramas

  • Tiamina: 30% da Ingestão Diária Recomendada (IDR)

  • Folato: 101% da IDR

  • Ferro: 25% da IDR

  • Fósforo: 29% da IDR

  • Magnésio: 38% da IDR

  • Cobre: 42% da IDR

  • Manganês: 74% da IDR

O grão-de-bico contém antioxidantes benéficos chamados polifenóis. Os antioxidantes são compostos que lutam contra moléculas instáveis ​​chamadas radicais livres.


A farinha de grão-de-bico é uma ótima alternativa à farinha de trigo, se o objetivo é diminuir é reduzir a ingestão de calorias.


Em comparação com a mesma porção de farinha de trigo refinada, 1 xícara (92 gramas) de farinha de grão-de-bico tem cerca de 25% menos calorias.


Os pesquisadores acreditam que a manutenção do tamanho das porções associada a alimentos com menos calorias é uma estratégia de perda de peso mais eficaz do que simplesmente comer menos.


Em um estudo de 12 semanas realizado com 44 adultos com excesso de peso, os participantes que foram instruídos a ingerir mais alimentos com baixo teor calórico perderam de 1,8 a 3,6 kg a mais do que aqueles que receberam instruções dietéticas mais complexas. Isso significa que substituir a farinha de trigo pela farinha de grão-de-bico pode ajudar a cortar calorias sem necessariamente alterar o tamanho das porções.


Uma das formas pelas quais a farinha de grão-de-bico pode diminuir a fome é por meio da regulação do hormônio grelina, conhecido como "hormônio da fome".Em um estudo observacional realizado com 16 mulheres, aquelas que comeram doces feitos com 70% de farinha branca e 30% de farinha de grão-de-bico apresentaram níveis mais baixos de grelina do que os participantes que comeram 100% de farinha branca.


Uma opção de alimento rica para nutrir nosso corpo e também para nossa pele. Sabia que você pode utilizar a farinha de grão de bico para fazer mascaras faciais? Com grande potencial antioxidante, é uma ótima opção para seus rituais caseiras de autocuidado.


Segue umas idéias para vocês de outras formas de usufruir da farinha de grão de bico:

  • Para tratar manchas e cicatrizes de acne: misturar a farinha de grão de bico, com uma pitada de pó de açafrão e 2 colheres de chá de água. Fazer uma pasta lisa e aplicar uniformemente no rosto e área do pescoço. Após 20 a 25 minutos, lavar com água morna.

  • Para a pele seca e descamada: Misturar 1 colher de chá da farinha de grão de bico, 1 colher de chá de azeite e fazer uma pasta. Aplicar sobre a face e enxaguar com água. Deixar secar naturalmente.

  • Farinha de Grão de Bico para uma pele limpa e lisa: Misturar 3 colheres de chá de farinha de grão de bico, 1 colher de chá de aveia triturada e 2 colheres de chá de farinha de milho, com um pouco de água mineral. Mexer a mistura, com uma colher ou espatula, até virar uma pasta. Aplicar a mistura no corpo e, gentilmente, esfregar. Isto é excelente para remover as células mortas, excesso de gordura e sujeira. Deixa a pele limpa e lisa.



Chia


A semente da planta sálvia hispânica, mais conhecida como semente de chia, é uma espécie nativa muito antiga da Guatemala. Ela ficou muito popular recentemente e se tornou a queridinha dos adeptos à vida saudável. Mas afinal, para que serve a semente de chia? Para se ter uma ideia, ela já chegou a ser usada por guerreiros guatemaltecos em suas longas viagens - isso porque, de acordo com as lendas da época, uma colher de sopa de semente de chia poderia sustentar uma pessoa por um dia inteiro.


Os tais guerreiros não estavam errados. A chia possui um alto valor nutritivo, é repleta de antioxidantes, contém ômega 3, fibras, vitaminas, minerais como magnésio e potássio e proteínas completas. A chia é considerada um dos poucos vegetais a oferecer um valor nutricional tão alto.


A semente de chia tem uma capacidade específica de absorver água e criar um gel que pode ser misturado com alimentos, para aumentar o seu volume, sem ocasionar nenhum tipo de variação em relação ao sabor e ao valor calórico do alimento.


As substâncias presentes na chia também trazem outros benefícios: ajuda a manter os níveis de hidratação adequados ao corpo, bem como manter o equilíbrio de eletrólitos; ajuda na digestão e reduz a azia causada por comidas picantes ou ácidas; auxilia na manutenção da regularidade do corpo, por conta de seu alto teor de fibras e sua habilidade em reter água. A fibra solúvel também regula e reduz os níveis de colesterol e ainda retarda a conversão de carboidratos em açúcares simples no sistema digestivo, que regula os níveis de glicose no sangue, evitando picos e quedas. A semente também muito importante no tratamento de diabetes tipo dois e doenças de coração.


Para usar a semente é bem simples. Basta inserir a chia em sopas, saladas, sorvetes, cereais ou qualquer alimento que você quiser. Não se preocupe quanto ao sabor porque as sementes não vão alterá-lo significativamente.


Para controlar colesterol e glicose, as sementes devem ser ingeridas antes da refeição, e se você só quiser usufruir os benefícios delas, basta adicioná-las às refeições. Uma boa dica é inserir uma colher de sopa de semente de chia secas ou nove colheres de sopa de gel por dia, em sua dieta.



Psyllium


O Psyllium fibras, também conhecido como Psyllium husk, é uma fonte de fibra natural, feita a partir das cascas de sementes da planta chamada Plantago ovata. Composta na maior parte por fibras solúveis, que tem capacidade de se ligar à água e formar géis, importantes para o metabolismo intestinal.


·Auxilia na regularização dos níveis de colesterol, por ser fonte de fibras;

  • Promove a eliminação de toxinas, auxiliando na desintoxicação, devido a uma melhora no transito intestinal;

  • Ajuda a controlar a glicemia, fonte de fibras solúveis, ajuda a reduzir a velocidade com que carboidratos são absorvidos após a ingestão, o que permite o controle do nível de açúcar no sangue;

  • As fibras alimentares auxiliam o funcionamento do intestino. Seu consumo deve estar associado a uma alimentação equilibrada e hábitos de vida saudável.



Para saber mais sobre a Linhaça, o Acucar de Coco e o Óleo de Coco, acesse aqui.



Bibliografia

Fonte de artigos científicos e fornecedores da Boaformula

Ecycle.

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22575072

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16002828

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25033958

A sua saúde em boas mãos.

Fonte: Natália F. Jonas (Instagram @nfeksa)

Fale Conosco

 

WhatsApp:  (51) 99702.5060

                  

                   

Fones:        (51) 3095.2001

                   (51) 3311.7898

                   (51) 3311.1144

 

Horário de Funcionamento

Segunda à Sexta

8:30 às 18:00

Sábado

9:00 às 13:00

Redes Sociais

  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Blogger

Orçamentos por e-mail

envie a sua fórmula aqui:

 

 

Contato com Equipe de Vendas

boaformula@boaformula.com.br

 

Sugestões, Reclamações e Dúvidas

sac@boaformula.com.br

Venha Trabalhar Conosco!

trabalheconosco@boaformula.com.br

Endereço

Boaformula Farmácia de Manipulação

Av. Independência, 1163

Bairro Independência

Porto Alegre - RS - Brasil

CEP 90035-077

Advertência:
• Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.
• Imagens ilustrativas.
• Pessoas com hipersensibilidade à(às) substância(s) não devem ingerir o produto.
• Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.
• Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.
• Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da   luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.
• Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
• Este medicamento não deve ser utilizado por gestantes e lactantes. 
• Este medicamento não deve ser utilizado por menores de 18 anos sem orientação médica.
• Os resultados dependem da correta utilização do produto, conforme descrito na posologia.
• Se persistirem os sintomas, o médico deverá ser consultado.

Venda mediante prescrição do profissional habilitado
As informações acima são de caráter informativo sem intenção de induzir a automedicação, não se trata de propaganda e sim descrição do produto, consulte sempre um profissional habilitado. 
O estabelecimento farmacêutico deve assegurar ao usuário informação e orientação quanto ao uso dos medicamentos solicitados por acesso remoto. RDC 44 de 17 de agosto de 2009, Artigo 58.

Boaformula

Farmácia de Manipulação e Suplementos Nutricionais

A sua saúde em boas mãos.

Porto Alegre | RS

CNPJ 94.629.169/0002-30