Dica Saudável | Hommus



Gergelim e seus benefícios


Nome cientifico: Sesamum indicum

Familia: Pedaliáceas

Parte utilizada: Sementes

Macrobiotica gergelim



O gergelim é um alimento altamente nutritivo e funcional. Sua utilização é bastante diversificada e vem ser um bom aliado para quem quer uma alimentação saudável. É uma semente que pode ser encontrado na cor branca e preta e será inspirado nela que conversaremos hoje na Dica Saudável.


O gergelim é, entre as oleoaginosas, uma das espécies mais antigas cultivadas, tendo sua origem no continente africano e asiático. Seu uso vai da culinária à medicina e à indústria farmacêutica e de cosméticos. Os grãos são comestíveis, fornecem óleo e farinha, contem Vitaminas A, B, C, e possuem bom teor de Cálcio, Tripfotano, muitas fibras, Cobre, Magnésio, Vitaminas do complexo B, Fósforo e Proteínas.


Essa semente é Rica em diversas substâncias benéficas para a nossa saúde. Vamos conhecer um pouco mais?



Características Botânicas



O gergelim ou sésamo é uma planta anual herbácea, gamopétala, originária do Oriente, pertencente a família das Pedaliáceas, com propriedades medicinais, de flores alvas, róseas ou vermelhas, hemafroditas, malcheirosas, dispostas nas axilas das folhas, e cujo fruto é cápsula ou baga oblonga, pubescente, com sementes oleaginosas, pequenas, amarelas, alvas ou pretas, arredondadas e levemente comprimidas. É cultivada na Ásia tropical por causa de suas sementes, que fornecem até 50% de óleo.


É uma planta de clima tropical e subtropical, anual, com ou sem ramificação, de 0,5 a 3,0 metros de altura e tem boa tolerância a seca; as folhas são inteiras, cor verde-clara e verde-escura, formato oval, com tamanhos diferentes em função de variedades, fertilidade do solo e clima. As sementes são lisas, pequenas, de cores branca, creme ou preta – as plantas se desenvolvem e produzem bem em condições de clima ameno a quente e solos férteis, profundos, bem drenados e com boa disponibilidade de água durante o desenvolvimento vegetativo.



Origem e história



É uma das espécies vegetais mais antigas cultivadas pelo homem.


O local de sua origem é incerto podendo situar-se entre Ásia e a África. De Candolle afirma ser o gergelim originário da ilha de Sonda (África), segundo Caminhoá o gergelim provem da Ásia e da África e, para outros autores, o gergelim é originário apenas da Ásia. Os principais centros de origem e difusão são a Etiópia (centro básico) e Ásia (Afeganistão, Índia, Irã e China).


A planta do gergelim é cultivada desde a antiguidade; no Egito, tempo dos faraós, já se aproveitava o gergelim para obtenção do óleo, os impérios entre os rios Tigre e Eufrates (Ásia Menor) cultivavam comercialmente o gergelim, os orientais – notadamente os indianos- consideravam as sementes do gergelim quase sagradas.


Chegou ao Brasil (Nordeste) trazido pelos portugueses no século XVI; aí foi plantado, tradicionalmente, como ” cultura de fundo de quintal ” ou em pequenas áreas – de separação de glebas – chamadas de terreiros. O produto obtido – grãos – era consumido, a nível de fazendas, e havia raros excedentes para comercialização.



Aspectos sociais


O gergelim é entre as oleaginosas, uma das culturas mais antigas, apresentando bom nível de resistência à seca e de fácil cultivo, sendo adaptada às condições semiáridas em diversos países (BARROS e SANTOS, 2002). É uma cultura bastante antiga, sendo considerada uma das principais oleaginosas cultivadas em todo o mundo (QUEIROGA et al., 2008)


Embora a produtividade do gergelim seja inferior à da maioria das culturas oleaginosas cultivadas, como por exemplo: a soja, o amendoim, o girassol e a mamona, seu cultivo merece grande incentivo, pois além de produzir óleo de qualidade superior, é uma alternativa agrícola ao alcance do pequeno e do médio produtor uma vez que exige práticas agrícolas simples e de fácil assimilação, podendo ser utilizado na alimentação humana in natura ou por meio de processos industrializados (AMABILE et al., 2001).


De acordo com Queiroga et al. (2008), a produção no Brasil oscila entre 3.000 e 5.000 toneladas anuais, concentrada nos Estados de Mato Grosso e Goiás, consumida pela indústria alimentícia do Estado de São Paulo (QUEIROGA et al., 2008). No cenário internacional o gergelim é a nona oleaginosa mais plantada, ocupando uma área cultivada em torno de 6 milhões de hectares com rendimento médio de 400 kg.ha-1 de sementes (FIRMINO, 2001; FIRMINO et al., 2003).


É plantado tradicionalmente no nordeste por suas condições dafoclimáticas favoráveis ao cultivo do gergelim de forma ecológica. A cultura do gergelim constitui-se em alternativa de grande importância econômica e social para as condições semiáridas do Nordeste brasileiro, por ser de fácil cultivo, fornecendo alimento e renda.



Propriedades


As sementes de gergelim contêm uma grande variedade de princípios nutritivos de alto valor biológico:


· Entre os principais benefícios do gergelim está o fato de ser poderoso para combater a prisão de ventre, graças ao alto teor de fibras que melhora o funcionamento do intestino. As fibras que compõem a semente de gergelim correspondem a 10% da sua composição.


· Lipídios ou gorduras (52%), praticamente todos eles constituídos por ácidos graxos insaturados, o que lhes confere uma grande eficácia na redução do nível de3 colesterol no sangue.


· Dentre as gorduras do gergelim, encontra-se a lecitina, que é um foso-lipídio (gordura fosforada) que desempenha uma importante função no nosso organismo. E componente essecial do tecido nervoso, também se encontra no sangue, no sêmen e na bílis e intervém na função das glândulas sexuais.


· A lecitina é um poderoso emulsionante, que facilita a dissolução das gorduras em meio aquoso. Uma das suas funções no sangue consiste em manter dissolvidos os lipídios em geral, especialmente o colesterol, evitando assim que se deposite nas paredes das artérias (arteriosclerose). O gergelim é, juntamente com a soja, o vegetal mais rico em lecitina.


· Proteinas (20 %) de alto valor biológico, formadas por 15 aminoácidos diferentes com elevada proporção de metionina (aminoácido essencial que ajuda na síntese muscular e no metabolismo do fígado).


· Vitaminas, especialmente a E (tocoferol), a B1 ou tiamina (0,1 mg por 100 g) e a B2 ou riboflavina (0,24 mg por 100 g).


· Minerais e oligoelementos diversos especialmente cálcio, fósforo, ferro, magnésio, cobre,zinco e cromo.


· Mucilagens, ao que deve sua ação laxante suave.



Aspectos nutricionais


As sementes


As sementes gergelim são pequenas, achatadas, coloração variando do branco ao preto; os teores médios dos componentes encontrados em 100 g. de grão são: (5,4%), calorias (563), proteínas (18,6), óleo (49,1%), carboidratos totais (21,6%), fibras totais (6,3%), cinzas (5,3%), cálcio (1.160mg), fósforo (616mg), ferro (10,5mg), sódio (60mg), potássio (725mg), vit. A (30 UI), tiamina (0,98mg), riboflavina (0,23mg), niacina (5,4mg); 1.000 sementes pesam, em média, 2,59 gramas.



O óleo


O óleo de gergelim tem teores altos de ácidos graxos insaturados, de proteína digestível, de sesamol (2%); além do mais o óleo possui grande resistência à rancificação por oxidação (propriedade atribuída ao sesamol), ácidos linoléicos (ômega 6), ácidos oléicos(ômega 9), ácido palmítico, ácido esteárico, ácido araquídico, ácido hexadecenoico, ácido mirístico, carboidratos, colina, estearina, fitina, fitosterina, fitoteróis, glicerol, globulina, lecitina, sesamolina, sesamina, sesamindicina, vitamina E, B1, B2, C, sesamolina, sesamina, sesamindicina, proteína, fibra, cálcio, fósforo, ferro, sódio, potássio, caroteno, etc.


Sua gama de nutrientes atua em nossa corpo promovendo saúde e bem estar!


1. Previne doenças cardiovasculares

2. É bom para a pele

3. Combate a anemia

4. É bom para os dentes

5. É um anti-inflamatório natural

6. Combate dores lombares, de joelhos e reumatismos

7. Tem poder calmante

8. Combate o esgotamento nervoso ou mental e irritabilidade.

9. Fortalece ossos e músculos

10. Ajuda no controle da diabetes

11. Tonifica fígado, rins e intestino.


“Que seu remédio seja seu alimento, e que seu alimento seja seu remédio”



Gergelim como fonte de cálcio natural


Ao contrário do que todos pensam, as melhores fontes de cálcio estão nos vegetais e não o leite. O gergelim é a melhor delas, com 975,0 mg de cálcio a cada 100 gr, 9 vezes mais que o leite e acima do TOFU que é o segundo colocado, com 683,0.


O leite de ovelha apresenta 193,4 mg, enquanto o leite de vaca que tem 119,0 mg.



O gergelim é bom para os ossos?


Quando se fala em nutriente bom para a saúde dos ossos, logo se pensa no cálcio. Isso porque ele ajuda na regeneração do tecido dos ossos, o que evita o desenvolvimento da osteoporose. E uma porção de gergelim tem mais desse mineral do que um copo de leite!



Por que o gergelim é bom para quem deseja desenvolver a musculatura?


Porque ele é altamente proteico. As proteínas são importantes para quem pratica atividades físicas, pois ajudam a aumentar a força e a energia, aceleram o metabolismo, assim como o crescimento celular. O resultado disso é a perda de massa gorda e o ganho de massa magra. Por isso, vale a pena inserir o gergelim na dieta alimentar no pós-treino.



Quais as diferenças entre o gergelim branco e o gergelim preto?


Embora tenham cores diferentes, os dois tipos de gergelim são bem semelhantes. A principal diferença é que o preto possui uma maior quantidade de vitamina A, cálcio e óleo em comparação ao branco. Isso faz com que os benefícios para a saúde sejam potencializados. No entanto, os dois tipos são opções saudáveis.



>> O Tahine <<


Para quem não conhece o Tahine, é uma pasta de gergelim tradicional da cozinha sírio-libanesa. Que tal variar um pouco e usar algo diferente para passar no pão ou na torrada? E as possibilidade de preparo com o tahine vai muito além disso, sendo uma pasta oleoaginosa com sabor incomparável que pode ser parte de preparações de massas, lasanhas, molhos, pastinhas, leites vegetais, saladas de fruta, tortas,etc.


O tahine é uma pasta feita pela moagem das sementes de gergelim. Cremoso e maravilhosas, você encontra as seguintes opções na Boaformula:



Tahine Integral Orgânico