Magnésio Inositol | Para mente e corpo saudáveis



O magnésio é um mineral que funciona como uma coenzima (participa em mais de 300 reações enzimáticas) para a função adequada dos nervos e músculos, formação de ossos e metabolismo de energia. Magnésio é o segundo cátion mais abundante no fluido intracelular e também um eletrólito essencial. Seu papel na produção de energia é importante, assim como no relaxamento muscular e na neurotransmissão. Protege contra o excesso de cálcio intracelular, responsável por fenômenos patológicos como aterosclerose e calcificações, além de ser importante para converter o açúcar do sangue em energia, auxiliar no combate à tensão nervosa e a depressão, atuar na prevenção e tratamento de doenças cardíacas, aliviar a digestão, auxiliar no tratamento da tensão pré-menstrual e combate à fadiga neuromuscular e stress.


Inositol é um composto derivado do metabolismo da glicose e, na literatura científica, também é considerado uma vitamina do complexo B. Age no funcionamento do sistema nervoso, nutrindo as células cerebrais e, desta forma, auxiliando a transmissão de impulsos nervosos, melhora da comunicação cerebral, memória e inteligência, além de tratar quadros de ansiedade e transtornos obsessivo-compulsivos. Inositol parece estar envolvido fisiologicamente no metabolismo de lipídios e tem utilizado com sucesso em pacientes com desordens no transporte e metabolismo de lipídios no organismo. Ganhou interesse na medicina, pois pode atuar como um antioxidante, anti-inflamatório e parece melhorar as propriedades imunológicas.


O inositol maximiza a ação do magnésio, promovendo relaxamento muscular e mental, assim como neuroplasticidade, sendo um grande aliado para a melhora do sono, no equilíbrio das emoções e humor. Magnésio inositol promove qualidade de vida e bem estar. Apresenta efeitos positivos em dores musculares e ósseas, assim como prevenção da osteoporose.



Indicações terapêuticas

  • Relaxamento mental e corporal

  • Melhor qualidade no sono

  • Energia para as funções orgânicas

  • Potência na atividade física

  • Estimula a memória

  • Previne dores musculares e ósseas

  • Regula o colesterol


Posologia sugerida

Doses diárias de 500 a 1000mg



MAGNÉSIO

MECANISMO DE AÇÃO


O magnésio é o quarto cátion mais abundante no corpo e o segundo mais prevalente no meio intracelular. É limitante em mais de 300 reações enzimáticas quelato com ATP (MgATP), atua como catalisador para inúmeras enzimas, além de fornecer estrutura específica às mesmas. É fundamental para a função normal das glândulas paratireoides, para o metabolismo da vitamina D e atua na sensibilidade dos tecidosalvos à ação do PTH e do metabólito ativo da vitamina D. É um mineral muito essencial para o organismo encontrado no fluido intracelular, ossos, músculos esqueléticos e cardíacos, fígado e rins, que age nas enzimas e na síntese de ATP, fornecendo energia para o nosso corpo. É importante para prevenir a redução dos vasos sanguíneos, uma vez que previne que, maiores quantidades de cálcio entrem nas células, possibilitando maior fixação do cálcio nos ossos reduzindo a descalcificação e prevenindo a osteoporose. O magnésio participa de diversos processos metabólicos, entre eles a ativação de enzimas necessárias à contração muscular e síntese proteica.



FARMACOCINÉTICA


A absorção intestinal de magnésio está inversamente relacionada com sua ingestão, sendo em cerca de 65% em condições de baixo consumo e 11% em alto consumo. É no íleo e no cólon que a maior parte do magnésio ingerido é absorvido, em doses normais é absorvido essencialmente por difusão passiva. Afunção renal adequada é fundamental à homeostase e a manutenção da concentração plasmática de magnésio, sendo esta concentração plasmática um dos principais determinantes na sua excreção urinária.



APLICAÇÕES FARMACOLÓGICAS


O magnésio é o ativador de numerosos sistemas enzimáticos e, por essa razão, aproximadamente metade do magnésio no organismo se encontra em tecidos hepáticos e musculares. Aatividade física intensa, estresse decorrente de enfermidades, traumas ou cirurgias e desnutrição/jejum causam depleção de magnésio. Por exemplo, Casoni et al. (1990) relataram que o status de magnésio pode sofrer mudanças como resultado de uma compensação hipermetabólica e produção aumentada de catecolaminas, glucagon e mineralocorticoides. Outros autores reportaram que a performance física melhora com a suplementação de magnésio, provavelmente decorrente do envolvimento do magnésio na hidrólise de ATP, através da ativação de ATPase. O magnésio é necessário não somente para a produção de energia, através da ativação da enzima ATPase, que converte ATP em ADP, mas também é essencial para a síntese de carbomoil fosfato, que está envolvido na formação de ácidos nucleicos e nucleoproteínas. Essas nucleoproteínas são subsequentemente degradadas em proteínas para manter o rápido crescimento tecidual, como dos músculos. O carbomoil fosfato é essencial para a utilização do NH3 da glutamina para a síntese de outros aminoácidos. Esse processo, chamado de transaminação, é o principal mecanismo de transferência do grupo amino da glutamina para outras cadeias carbônicas, a fim de formar aminoácidos. Assim,o magnésio é essencial para catalisar as reações enzimáticas que participam da síntese de aminoácidos para a formação de proteínas musculares. O magnésio também está envolvido na síntese de proteína por contribuir na ligação do RNA mensageiro a ribossomos específicos. Quando não há magnésio suficiente, ocorre uma diminuição na síntese proteica. Dessa maneira, tanto a deficiência de magnésio quanto a deficiência de glutamina podem interferir essencialmente no crescimento do tecido muscular.



INOSITOL

MECANISMO DE AÇÃO


O inositol pode estimular a captação de glicose nas células musculares esqueléticas, o que permite a diminuição dos níveis de açúcar no sangue. Este efeito é visto como uma redução na concentração de glicose na urina e indica uma diminuição nos níveis elevados de açúcar no sangue. Na Síndrome dos ovários policísticos (SOPC), a administração de inositol produziu a remissão dos sintomas, bem como uma redução na secreção de hormônios masculinos , uma regulação dos níveis de colesterol, e uma decomposição mais eficiente da gordura que permite uma redução significativa na massa corporal e no apetite. Nos casos de infertilidade, foi comprovado que o inositol aumenta a contagem e a motilidade dos espermatozóides, bem como o aumento a qualidade geral de oócitos e embriões. No cérebro, o inositol tem mostrado um aumento na sensibilidade do receptor de serotonina. Esta atividade produz um aumento no GABA. É um importante componente do organismo por participar da formação de parte das membranas celulares. Potencializa o processo de quebra de gorduras, neutralizando o colesterol e ainda ajuda em casos de transtornos psicológicos, como depressão, síndrome do pânico e transtornos bipolares. Inositol é um composto derivado do metabolismo da glicose e, na literatura científica, também é discutível ser uma vitamina do complexo B. É encontrado e amplamente distribuído na dieta humana, tanto em fontes vegetais como animais. Em relação aos seus benefícios, tem como principal função neutralizar o colesterol, pois tem papel auxiliar na quebra de gorduras, portanto, pode haver diminuição nos níveis desta substância com o uso de Inositol em associação a colina.


  • FARMACOCINÉTICA


O inositol é absorvido pelo intestino delgado. Em pacientes com deficiência de inositol, a concentração plasmática máxima após administração oral de inositol é de 4 horas. Aingestão oral de inositol é registrada para gerar uma concentração plasmática máxima de 36-45 mcg. Amaior parte da dose administrada é excretada na urina. O perfil farmacocinético do inositol foi estudado em prematuros e o volume estimado de distribuição foi de 0,5115 L/ kg. O perfil farmacocinético do inositol foi estudado em prematuros e a taxa de depuração estimada foi de 0,0679 L.kg / h.


  • APLICAÇÕES FARMACOLÓGICAS


Inositol é base de inúmeros sinalizadores celulares e mensageiros secundários, estando envolvido em vários processos biológicos, tais como: montagem do citoesqueleto; controle da concentração intracelular do íon Ca2+; manutenção do potencial de membrana das células; modulador da atividade da insulina; quebra das gorduras; redução dos níveis de colesterol no sangue. Doenças Psicológicas: pacientes acometidos de depressão geralmente apresentam redução dos níveis de Inositol no líquido cefalorraquidiano (cerebrospinal). Alguns resultados preliminares de estudos com suplementos de Inositol revelam promissores avanços para pessoas que sofrem de distúrbios tais como bulimia, síndrome do pânico, transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) e transtornos bipolares.



SUGESTÃO DE FÓRMULA


Relaxamento mental e indução do sono


Melatonina - 5mg

Magnésio inositol - 500mg

Excipiente qsp - cáps

Tomar 1 dose 1 hora antes de dormir.



CONTRAINDICAÇÕES Não é recomendado para pacientes com disfunção renal severa, apendicite, colite ulcerosa, colostomia, ileostomia, diverticulite, diarreia crônica, obstrução intestinal, micção dolorosa ou difícil, desidratação, hemorragia retal. Não dever ser administrado em crianças menores de 6 anos.


REAÇÕES ADVERSAS Náuseas ou vômitos, confusão mental, batimentos cardíacos irregulares, câimbras musculares, cansaço ou debilidade anormal, tontura, perda de reflexos por bloqueio neuromuscular, depressão respiratória, arritmias cardíacas.



A sua saúde em boas mãos.


Fonte: Material do Fornecedor | Gamma

535 visualizações0 comentário