top of page

Saúde Digestiva | Vamos conhecer o Gastrofort, Mucosave FG e Stomazinc!


saúde digestiva

A dispepsia, conhecida popularmente como má digestão, acomete milhares de pessoas, seja de forma pontual ou recorrente. Os sintomas mais frequentes são empachamento, eructação, queimação, refluxo, náusea, dores abdominais e sonolência após a refeição. O uso de tabaco e o consumo excessivo de álcool podem agravar ainda mais os sintomas.


As origens desse desconforto são multifatoriais, podem acontecer pelo simples fato de comer depressa e não mastigar os alimentos adequadamente, beber líquidos com a refeição (causando a diluição do suco gástrico e impedindo uma boa digestão), o consumo de alimentos ricos em gorduras, uso indiscriminado de anti-inflamatórios do tipo nãoesteroidal (AINE) e até mesmo o estresse. Todos estes fatores podem levar a uma inflamação da mucosa gástrica, conhecida como gastrite.


Quando o indivíduo apresenta apenas sintomas, sem qualquer tipo de alteração laboratorial, endoscópica ou ultrassonográfica, diz-se que a dispepsia é funcional. Se o tratamento é negligenciado, alterações fisiológicas começam a aparecer, como úlceras gástricas, hemorragia, isquemia e câncer, levando o paciente há um quadro de dispepsia orgânica. Este último caso é causa frequente de internação e mortalidade. Há ainda uma classificação especial denominada dispepsia associada ao Helicobacter pylori.


Atualmente, o tratamento convencional para dispepsias ocorre através de medicamentos que agem na inibição das enzimas H+ e K+ ATPase, também chamados de inibidores da bomba de próton, os famosos prazóis e, quando na presença de H. pylori, são associados também à antibióticos. Os inibidores da bomba de próton têm efeito quase que imediato, aliviando de forma significativa os sintomas de má digestão. No entanto, estudos mostram que a longo prazo este tipo de terapia ocasiona prejuízos para a saúde, pois reduz 90% da secreção gástrica (ácido clorídrico), gerando hipocloridria ou acloridria, dificultando a digestão dos alimentos. Há dados também que mostram a absorção reduzida de fármacos antifúngicos, como cetoconazol, itraconazol e astranavir, assim como efeito contrário, ou seja, aumento na absorção de medicamentos com ação cardiovascular, como nifedipino e digoxina, além da não conversão de um medicamento na sua forma ativa, como ocorre com o clopidogrel (antiagregante plaquetário). Há também a hipótese de que a menor secreção de ácido clorídrico conduz a uma maior secreção do hormônio gastrina, responsável por estimular a proliferação e crescimento de células e tecidos que, por sua vez, podem levar a hiperplasia e consequente aparecimento de tumores.


Diante deste cenário, para a melhora da saúde digestiva se faz necessário um tratamento integrativo que inclua condutas nutricionais adequadas, assim como controle do estresse, adoção de hábitos saudáveis e o uso de intervenções medicamentosas ou de suplementos alimentares que sejam eficazes sem causar efeitos colaterais.


Pensando nisso, hoje trouxemos 3 ativos que você encontra na Boaformula que foram desenvolvidos para auxiliar na saúde digestiva:


  • StomaZinc | Infinity Pharma

É um complexo formado pelo mineral zinco e pelo peptídeo L-carnosina (composto pelos aminoácidos β-alanina e histidina) através de uma ligação molecular polimérica. StomaZinc é indicado para todos os casos de dispepsia (funcional, orgânica e associada ao H. Pylori), devido a sua capacidade de prevenir lesões na mucosa gástrica, promover a cicatrização de úlceras e ainda inibir o crescimento da H. pylori. Não provoca interferências no processo digestivo ou na absorção de nutrientes.


O complexo formado por StomaZinc é superior à suplementação isolada de zinco ou ainda a uma mistura simples de zinco e carnosina, pois a ligação molecular existente entre o mineral e os aminoácidos do composto permitem a lenta dissociação do zinco no estômago, mantendo-o em contato com a mucosa por mais tempo e com isso aumentando a sua eficácia.


Ações 

  • Cicatrizante; 

  • Protetor da mucosa gástrica; 

  • Inibe o crescimento do H. pylori; 

  • Antimicrobiana;

  • Antioxidante; 

  • Anti-inflamatória.

Vantagens 

  • Lenta dissociação, garantindo sua eficácia; 

  • Mais aderente e penetrável na mucosa do estômago; 

  • Não causa efeitos colaterais; 

  • Baixa toxicidade.


Dose recomendada

150mg ao dia. Não deve ser colocado em cápsula gastrorresistente.



  • MUCOSAVE FG | Galena

Uma alternativa natural para proteção e cuidado de desordens gástricas.


Mucosave FG (Food Grade) é composto por polissacarídeos do cladódio de Opuntia ficus indica (32 a 35%), que apresentam atividade mucoadesiva e biofenóis da folha de Olea europaea (23 a 25%), que apresenta efeito calmante e anti-inflamatório para a mucosa gástrica sensibilizada.


Atributos do produto:

  • Ativo natural, extraído do cladódio de Opuntia ficus indica e da folha de Olea europaea.

  • Apresenta efeito calmante e antiinflamatório para a mucosa gástrica.

  • Propriedade mucoadesiva, devido aos polissacarídeos do cladódio de Opuntia ficus indica (32 a 35%).

  • Efeito calmante, proveniente dos biofenois das folhas de Olea europae (23 a 25%).

  • Coadjuvante no tratamento de desordens gástricas.

  • Não causa efeitos colaterais.

  • Pode ser utilizado juntamente com fármacos comumente empregados no tratamento de problemas estomacais, como antiácidos.

  • Forma um filme que protege a mucosa gástrica.

  • Acelera o processo de recuperação da função barreira da mucosa.

  • Pode ser manipulado em sachês, cápsulas, suspensões e emulsões orais.

Dose recomendada

400 a 500 mg, uma a duas vezes ao dia



  • Gastrofort | Infinity Pharma

É um extrato obtido do rizoma do gengibre (Zingiber officinale Roscoe) com padronização em gingeróis e shogaóis altamente biodisponíveis em no mínimo 26%.


Um dos diferenciais de Gastrofort para os demais extratos de gengibre está na tecnologia de obtenção. Primeiramente, é empregada a tecnologia de extração usando dióxido de carbono supercrítico, um solvente inerte que não agride o meio ambiente e que resulta em um extrato de qualidade, sem resíduos químicos ou impurezas. Em seguida, o extrato passa por um processo de produção único e patenteado com a tecnologia Aqueosome®, que promove sua solubilidade, aumentando e controlando a absorção dos gingeróis.


Tecnologia Aqueosome®: favorece o aumento da solubilidade através da formação do compelexo trimolecular. Este processo patenteado de complexação baseia-se no tratamento da oleoresina do gengibre, obtida do rizoma e rica em gingeróis, com um cátion bivalente (magnésio) e fosfolipídios obtidos a partir da lecitina de girassol.


Outras características de Gastrofort: o produto é parcialmente solúvel em água, não irradiado, livre de maltodextrina, livre de alérgenos, livre de BSE-TSE (encefalopatia espongiforme bovina), livre de OGM (Organismo Geneticamente Modificado), certificado Halal, em conformidade com altos padrões para níveis residuais de pesticidas, metais pesados e contaminantes.


Aplicações

  • sintomas da dispepsia funcional:

  • dor epigástrica;

  • desconforto epigástrico;

  • plenitude pós-prandial;

  • distensão abdominal;

  • saciedade precoce;

  • eructação excessiva;

  • Vômito;

  • náusea;

  • pirose/azia.


Posologia

200 mg ao dia, antes da principal refeição.



Converse com o seu profissional da saúde de confiança!


A sua saúde em boas mãos.


Fonte: Material do Fornecedor | Infinity Pharma e Galena

450 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page