Dica Saudável | Saúde holística e Sustentabilidade





Saúde holística e Sustentabilidade



Sexta feira ensolarada e a Dica Saudável de hoje será sobre sustentabilidade e saúde holística! O conceito de holístico resgata a necessidade da busca do entendimento integral dos fenômenos, da existência de um sistema onde todos fazemos parte. A palavra holístico foi criada a partir do termo holos, que em grego significa "todo" ou "inteiro".


A saúde holística nos traz a consciência da influencia de nosso corpo físico, corpo mental e corpo espiritual na manutenção da saúde. E que ainda essa saúde também depende do meio em que vivemos, dos hábitos que temos e ações que cultivamos, sendo cuidar do planeta uma forma de manutenção dessa saúde também. Os organismos vivos e o meio ambiente funcionam juntos como um todo integrado nesse sistema.


“ A compreensão das relações entre os componentes do ecossistema, pela qual os elementos vivos (todos os organismos, inclusive o Homem) e os não vivos interagem como um todo, de acordo com leis físicas e biológicas bem definidas. Neste sentido, o termo holístico significa total, abrangente, que considera as interrelações de todos os componentes do ecossistema. De acordo com a visão holística, o todo é mais que a simples soma das partes.” Então cuidando desse meio, da natureza, estamos também cuidando de nós visto que somos natureza também.



O pensamento holístico é profundamente ecológico, e de acordo com ele, o indivíduo e a natureza não estão separados, e formam um conjunto impossível de ser dissociado. Por isso é que qualquer forma de agressão à natureza e ao meio ambiente, para a abordagem holística, é pura e simplesmente uma forma de suicídio, uma agressão a si próprio. Nada faz mais sentindo então que preservar a natureza, proporcionar recursos para que esse meio prospere para que a gente consiga prosperar também.


Essa Dica Saudável é para ressoar como um despertar para juntos percebermos que toda ação que fazemos diariamente, em nossas vidas, tem um impacto em todo esse grande sistema. E todo dia temos a escolha se esse impacto será positivo ou negativo. Se iremos estar contribuindo para o bom funcionamento do todo, ou agindo de forma a afetar, agredir e poluir o meio. Cultivar a sustentabilidade em nossas vidas é uma forma de manutenção da saúde.


Gosto muito da famosa frase de Brundtland que define de uma maneira simples o conceito de sustentabilidade que, traduzido na prática, requer ações de preservação do meio ambiente, diminuição do desperdício e resíduos, além de utilização de materiais renováveis.

“Suprir as necessidades da geração presente sem afetar a habilidade das gerações futuras de suprir as suas”.

Todo dia então é um oportunidade de fazermos a diferença, de agir como parte desse todo com ações que visam a saúde do meio ambiente. Os 8 R’s da sustentabilidade servem como um norte nessa caminhada: refletir, responsabilizar-se, reduzir, reutilizar, respeitar, reparar, repassar e só por fim reciclar.



8R’s da sustentabilidade



Você já conhece os 3 R´s Reduzir – Reusar – Reciclar, mas já ouviu falar dos 8 R´s da Sustentabilidade? Os conceitos dos R´s nasceu após a segunda guerra mundial onde países sofriam com a escassez de produtos industrializados. Com o passar do tempo e com a maior conscientização ambiental da humanidade esses conceitos foram sendo repensados para serem mais abrangentes em termos de sustentabilidade. Em pesquisas rápidas podemos encontrar 4 ou cinco R´s, com termos diferentes de acordo com a visão ou finalidade. Assim, percebe-se que não há uma regra específica, pode ser adaptada de acordo com a conveniência. Acredito que esses 8 R’s trazem uma visão holística de como ser de fato sustentável e podemos estar trazendo para varias questões de nossa vida.



Vamos conhecer um pouco mais sobre eles?


1 – Refletir: Lembre-se de que qualquer ato de consumo causa impactos do consumo no planeta. Procure potencializar os impactos positivos e minimizar os negativos;


2- Responsabilizar-se: Por você, pelos impactos bons e ruins de seus atos, pelas pessoas, por sua cidade;


3- Reduzir: Evite desperdícios de produtos, serviços, água e energia;


4 – Reutilizar: Use até o fim, não compre novo por impulso. Invente, inove, use de outra maneira.


5 – Respeitar: A si mesmo, o seu trabalho, as pessoas e o meio ambiente.


6 – Reparar: Quebrou? Conserte.


7 – Repassar: As informações que você tiver e que ajudam na prática do consumo consciente. Retuite, reenvie e-mails.

8 – Reciclar: Mais de 800 mil famílias vivem da reciclagem hoje no Brasil. Separe em casa o lixo sujo do limpo. Só descarte na coleta comum o sujo. Entregue o limpo na reciclagem ou para o catador;




Vegalótus

Pensando nesses princípios da sustentabilidade, principalmente na importância do Reutilizar, hoje apresentamos para vocês um pouco sobre a Vegalótus e sua Linha Lixo Zero que você encontra na Boaformula!


A Vegalótus inicialmente germinou dentro da Boaformula em parceria com nossa farmacêutica Estela onde foi criada uma linha de cosméticos veganos a fim de tornar a farmácia cada vez mais inclusiva e sustentável (você pode conhecer a linha aqui). Hoje ela floresce também com seu trabalho autônomo inspirado na natureza com propósito de incetivar uma vida mais consciente, através de produtos sustentáveis, e de compartilhar saberes voltados ao autocuidado, sustentabilidade e o poder de cura das plantas. Feitos com muito amor e de forma artesanal, os produtos VegaLótus são pensados desde sua origem até o seu ciclo final. A marca é dividida em duas linhas: Cosméticos Naturais e Lixo Zero.


A Linha Cosméticos Naturais é composta por produtos Vegan que promovem a harmonia entre seu corpo&alma. Cosméticos desenvolvidos com o poder de cura pelos óleos essenciais, pelas manteigas vegetais e pelos extratos de plantas com objetivo de cultivarmos o autocuidado mais natural, para conhecer mais sobre a linha acesse aqui.


A Linha Lixo Zero foi criada a partir da responsabilidade com a redução de plástico, com produtos reutilizáveis, de fonte renováveis e feitos a partir de ressiginificação de tecidos para uma vida com menos lixo e mais amor. Essa linha você agora encontra na Boaformula!


"Semear ideias ecológicas e plantar sustentabilidade é ter a garantia de colhermos um futuro fértil e consciente." Silvado Filho



Um pouco sobre o Movimento Lixo Zero


O CONCEITO LIXO ZERO consiste no máximo aproveitamento e correto encaminhamento dos resíduos recicláveis e orgânicos e a redução – ou mesmo o fim – do encaminhamento destes materiais para os aterros sanitários e\ou para a incineração.


Segundo o conceito estabelecido pela ZWIA – Zero Waste International Alliance –Lixo Zero é:


“uma meta ética, econômica, eficiente e visionária para guiar as pessoas a mudar seus modos de vidas e práticas de forma a incentivar os ciclos naturais sustentáveis, onde todos os materiais são projetados para permitir sua recuperação e uso pós-consumo.”


Uma gestão Lixo Zero é aquela que não permite que ocorra a geração do lixo, que é a mistura de resíduos recicláveis, orgânicos e rejeitos.


Podemos também dizer, que Lixo Zero é um conceito de vida (urbano e rural), no qual o indivíduo e consequentemente todas as organizações das quais ele faz parte, passam a refletir e se tornam conscientes dos caminhos e finalidades de seus resíduos antes de descartá-los.



De quem são as responsabilidades?


Indústrias: na produção e design dos produtos.

Comércio: comercializa os produtos das indústrias.

Consumidor: na extremidade final do sistema: o consumo, o uso e o descarte.

Governo: para harmonizar a responsabilidade de ambos: comunidade e indústria.


Praticar metodologias Lixo Zero tem como efeito colateral o bem estar coletivo, economia de recursos e logística, fortalecimento da economia local e circular, inclusão social e resiliência. Não é preciso que pensemos num primeiro momento em como adotar a conduta lixo zero de forma perfeita, mas que possamos todos nos comprometer a nos aperfeiçoar e coloca-la em prática imperfeitamente.


Para isso muitos produtos da Vegalótus vem facilitar a redução de lixo no dia a dia como: o ecoguardanapo, kit de saquinhos de tecidos, ecodiscos e canudo de Bambu.




ECODISCOS – 100% ALGODÃO




O Ecodisco de algodão cru é um companheiro para os nossos cuidados diários que merecem tanta atenção na busca de impactos positivos. A proposta é substituir a bolinha de algodão de uso único, podendo ser usado na limpeza da pele das impurezas e poluição, retirar maquiagem, tonificar a pele, aplicar hidrolatos e mascaras faciais.


A fibra é natural, mas a maneira como ele é cultivado pode ser prejudicial ao meio ambiente pelo modo de cultivo em monocultura que ameaça a biodiversidade e provoca desmatamentos. Além do uso indevido de agrotóxicos e fertilizantes que poluem água, solo e ar. Como alternativa você pode utilizar os ecodiscos para cultivar um autocuidado sustentável e lixo zero. Feito artesanalmente e com muito amor o kit vem com 3 ecodiscos e 1 saquinho para você guardar eles e levar a qualquer lugar!


Para usar e reutilizar quantas vezes quiser!


Indicação de higienização: Para conservar e manter limpo seu ecodiscos, é indicado lavar com sabão neutro após o uso. Também pode ser colocado em imersão.


1 x por semana em uma solução com 1 colher de sopa vinagre de maça em 500ml água ou 1 gota de OE melaleuca que é bactericida e fungicida nessa mesma quantidade de água.



SAQUINHOS DE TECIDO (P, M e G)

Saquinhos feito artesanalmente e com muito amor com aproveitamento de resíduo da indústria textil para acompanhar a jornada de lixo zero. São matérias primas ressiginificadas dos mais variados materiais, não extraindo novos recursos para fabricação para tornar o produto ecológico em todo seu ciclo de vida!


São versáteis e bons aliados para as compras a granel! Pode ser usado para nozes, castanhas, frutas secas, grãos diversos, como também frutas e verduras reduzindo o uso de sacolas plásticas! São inumeras utilidades para usar e reutilizar! Podem também ser um saquinho para guarder o lanche na mochila ou para organizar as coisas em seu armário.


* Podem apresentar diferença de fibras e cores pela disponibilidade de material, honrando a materia prima com aproveitamento integral dos tecidos.



CANUDO DE BAMBU