Dica Saudável | Biscoito natalino com flores cosmestíveis.



Já é Natal e para enfeitar ainda mais a ceia preparamos uma receita super fácil de biscoitos veganos, sem glúten e com lindas flores comestíveis! Um prato colorido é fonte de vitaminas e mineiras, saber já tradicional para uma alimentação balanceada e saudável.



FLORES COMESTÍVEIS: BONITAS, NUTRITIVAS E INUSITADAS


As folheres cosméstiveis estão ganhando cada vez mais espaço nas cozinhas de todo o mundo, principalmente na culinária orgânica natural, que valoriza a quantidade de nutrientes, como também a boa apresentação e qualidade dos pratos. Usadas desde enfeites para embelezar, como também para vir trazer um sabor especial aos alimentos. Entre os principais usos para flores comestíveis está a retirada de óleos essenciais, que perfumam e proporcionam sabor a diversos outros alimentos. possuem propriedades únicas, complementam pratos tradicionais e transformam o paladar quando consumidas. A maior parte das espécies possui alta quantidade de nutrientes, bem como carotenoides e óleos essenciais, o que torna seu consumo totalmente indicado para aqueles que buscam uma alimentação equilibrada e saudável.

As flores comestíveis podem ser encontradas em diversos tamanhos, sabores e aromas, variando de acordo com a região em que são cultivadas e com os pratos que acompanham. Para as famílias que querem incentivar a alimentação saudável de seus filhos, flores comestíveis também podem ser uma ótima alternativa para conquistar o apetite das crianças, pois além de inusitadas, são muito saborosas.


Como qualquer outra parte da planta, é importante ressaltar a importância do conhecimento sobre que esta sendo ingerido, pois pode haver partes que são consumíveis e partes que são nocivas a saúde. Por exemplo, muitas flores permitem o consumo de suas pétalas e inflorescência ao mesmo tempo em que podem conter toxinas no caule ou no miolo.


Conhecer a flor que deseja consumir é fundamental para evitar indigestão ou o mal-estar após o consumo.



E como a gente pode inserir as flores comestíveis em nossa alimentação?


As flores comestíveis podem acompanhar saladas, sopas, frutas, bolos, pratos frescos, peixes, bebidas, vinhos, doces, conservas e também podem ser consumidas cristalizadas. São práticas e transformam a aparência dos pratos, deixando-os mais sofisticados e perfumados.Sobre as flores comestíveis



E os benefícios para a saúde?


O pólen é uma fonte de proteínas, carotenoides e flavonoides que atuam como antioxidantes. O néctar traz uma equilibrada fonte de açucares. As pétalas armazenam vitaminas e minerais. Importante entender que as doses por flor são pequenas, não chegando a atingir as quantidades mínimas diárias.



Onde posso encontrar?


Você consegue achar essas flores na feira do Bom fim, todos os sábados na banca da Franciele Belle.


As folheres dos nossos biscoitos eu comprei com ela, junto com outras dezenas de flores, tanto decorativas quanto alimentícias, das quais cuida com muito carinho. A família é precursora da Coopaecia, cooperativa que reúne os membros da Aecia- Associação dos Agricultores Ecologistas de Ipê e Antônio Prado. Três características são marcantes no trabalho desenvolvido pela família e que a faz, em certa medida, conhecida e reconhecida. O primeiro é o trabalho com as PANCs- Plantas Alimenticias Não convencionais, o segundo as frutas nativas e terceiro as flores comestíveis! Um história linda e para quem gostaria de saber mais indico o livro do Laercio Meirelles, Vozes da Agricultura Ecológica 2 ou que visita sua banca nos sábados na FAE, na José do Patriocinio e conheça pessoalmente as suas delicias.



Algumas dicas de flores comestíveis para se conhecer e inserir na alimentação:

1. Flores de ipê

Do ipê podem ser comidas as flores brancas da Tabebuia roseoalba e as amarelas da Handroanthus chrysotichus. Também sei que se comem as flores da Tabebuia impetigosa, o ipê-roxo. Outros tipos de ipê eu não posso afirmar que se comam as flores porém, essas acima, brancas e amarelas, são consumidas cruas ou cozidas, em saladas, refogados, empanadas ou na farofa.


2. Acácia branca

Robinia pseudoacacia, também é comestível e muito usada empanada e já salvou muita família sem recursos, em dias de fome


3. Capuchinha

(Tropaeolum majus) é muito usada em saladas


4. Dente-de-leão

(Taraxacum officinalis) é usado tanto em saladas quanto em refogados, empanadas ou em geléias


5. Lírio-do-brejo

(Hedychium coronarium) é muito usado em saladas, mousses, geléias


6. Violetas verdadeiras

(Viola sp) - geleias, refogados, saladas, pães, xarope, licor, sorvetes e cristalizadas quando frescas. Não confundir com a violeta-africana, por favor, que é outra planta.


7. Alfazema

Das flores da alfazema (lavanda) se fazem geleias e doces também podendo se comidas em refogados e cozidas.


8. Hibisco

Ou azedinha (Hibiscus sabdariffa) - há muitos tipos de hibiscos comestíveis mas, aqui vou falar só do sabdariffa, com o qual se fazem bebidas, chás, licor e geleias


9. Gardênia

(Gardenia jasminoides) e outros jasmins verdadeiros podem ser usadas em geleias, doces, refogados ou cristalizadas


10. Rosas

(Rosaceae) - todas as rosas são comestíveis mas, aqui falo da Rosa búlgara, famosa por seu óleo essencial, base de perfumes e pela geleia que se faz de suas pétalas.


11. Flores de abobrinha e abóbora

São as flores comestíveis mais conhecidas. Também chamadas de flor de cambuquira. Podem ser até recheadas, acompanhando pratos salgados ou usadasa em risotos e saladas.


12. Flores de amor perfeito

Tem textura aveludada e sabor refrescante. Boa para saladas ou para aromatizar vinagres.


13. Flor de carambola

(Averrhoa carambola )- As suas flores são usadas em saladas. O seu fruto é conhecido como “fruto-estrela”, pois, quando cortado transversalmente, tem formato de uma estrela. Pode ser consumida ao natural ou na preparação de picles (fruto verde), geleias, caldas, sumos ou conservas.


13.Calêndula

(Calendula officinalis) - É a popular calêndula. As suas pétalas podem ser misturadas com arroz, sopa, molhos, iogurtes e pães, dando uma coloração como a do açafrão. Usada também como corante natural alimentício.


14.Girassol

(Helianthus annuus )- Os botões florais são cozidos e servidos como aspargos. As suas flores são usadas em saladas. Era cultivado pelos indígenas no norte do México, há mais de 3.000 anos.


Mas, não se esqueça também das flores dos trevos, das azedinhas, das flores de manjericão, da rúcula, da cebolinha e tantas outras de que podemos nos beneficiar nas nossas hortas domésticas.



Vamos para a receita?


Receita:

  • 1 xicaras de farinha de aveia

  • ½ polvilho doce

  • 1 xicara de farinha de arroz integral

  • 1 colher de café de bicarbonato de sódio

  • 2 colheres de sopa de semente de linhaça*

  • 2 colheres de sopa de semente de chia*

  • 8 colheres de sopa de óleo de coco*

  • 1 colher de sopa de maca peruana*

  • Uma pitada de sal do himalaia

  • 12 colheres de sopa de água

  • ¼ xícara de açúcar de coco

  • ¼ xícara de xilitol*

  • Flores comestíveis (Enfeites saudáveis e coloridos)


* Esses produtos você encontra em nossa loja!


Opcional para alternar: Podemos estar adicionando a essa receita mais 3 colheres de sopa de cacau para fazer sabor chocolate ou também 1 colher de café de gengibre! Fica uma delícia. Para moldar, existem forminhas especificas para biscoitos, como pode ser uma oportunidade de chamar as crianças a cozinha e usufruir da criatividade! Optei pelo natural, fazendo bolinhas com as mãos até formar como se fosse um cookie.



Modo de preparo:


Primeiro hidrate, em um pote separado da massa do biscoito, a chia e a semente com 8 colheres de água por, pelo menos, 15 minutos. Reserve por um momento até que as sementes soltem aquela mucilagem maravilhosa que será utilizada como liga em nosso biscoito, além de trazer diversos nutrientes benéficos a nossa saúde.


Em um pote misture todos os ingredientes secos. Optei por fazer a massa base, mas como viram é uma receita que pode ser inovada da maneira que o pessoal em sua casa preferir! Como o clima está quente, o óleo de coco não precisou ser derretido para misturar junto a massa. Caso onde você esteja ele esteja sólido, é necessário derreter em banho Maria até ficar liquido e adicionar a massa. Depois é só misturar a água e mão na massa, literalmente! As ultimas 4 colheres de água precisam estar mornas a quente.


Em um primeiro momento vera que é possível misturar com uma colher, mas depois é necessário utilizar as mãos para incorporar toda a farinha seca na massa. Uma dica é umedecer a mão com água para evitar que grude muito em seus dedos e vá massageando até formar uma massa consistente e homogênea. Pré aqueça o forno em 200 graus e asse seus lindos biscoitos por 15 minutos ou até dar uma leve douradinha.


Em um pote adicione as suas flores com água para darem uma hidratada. Essas flores, depois de lavada e hidratadas irão enfeitar seus biscoitos. Como na foto abaixo vá adiconando uma por uma em cima dos biscoitos.


Se desejar, para melhor firmar ela no seu biscoito pode adicionar um pouco de açúcar cristal e levar ao forno por mais 5 minutos.


Fiz o teste adicionando ela junto ao biscoito cru e as flores escurecem e perdem sua cor vibrante que dá esse efeito lindo! Então a dica é adicionar depois para manter esse aspecto vivo. As flores que tinham ainda um caule consegui cravar no biscoito e não foi necessário adicionar o açúcar. Apenas as pétalas é indicado. Lembrei de nesse momento deixar o forno em fogo baixo.




Vamos conhecer mais os ingredientes que compões nossos biscoitos natalinos?



CHIA


A semente da planta sálvia hispânica, mais conhecida como semente de chia, é uma espécie nativa muito antiga da Guatemala. Ela ficou muito popular recentemente e se tornou a queridinha dos adeptos à vida saudável. Mas afinal, para que serve a semente de chia? Para se ter uma ideia, ela já chegou a ser usada por guerreiros guatemaltecos em suas longas viagens - isso porque, de acordo com as lendas da época, uma colher de sopa de semente de chia poderia sustentar uma pessoa por um dia inteiro.


Os tais guerreiros não estavam errados. A chia possui um alto valor nutritivo, é repleta de antioxidantes, contém ômega 3, fibras, vitaminas, minerais como magnésio e potássio e proteínas completas. A chia é considerada um dos poucos vegetais a oferecer um valor nutricional tão alto.


A semente de chia tem uma capacidade específica de absorver água e criar um gel que pode ser misturado com alimentos, para aumentar o seu volume, sem ocasionar nenhum tipo de variação em relação ao sabor e ao valor calórico do alimento.


As substâncias presentes na chia também trazem outros benefícios: ajuda a manter os níveis de hidratação adequados ao corpo, bem como manter o equilíbrio de eletrólitos; ajuda na digestão e reduz a azia causada por comidas picantes ou ácidas; auxilia na manutenção da regularidade do corpo, por conta de seu alto teor de fibras e sua habilidade em reter água. A fibra solúvel também regula e reduz os níveis de colesterol e ainda retarda a conversão de carboidratos em açúcares simples no sistema digestivo, que regula os níveis de glicose no sangue, evitando picos e quedas. A semente também muito importante no tratamento de diabetes tipo dois e doenças de coração.


Para usar a semente é bem simples. Basta inserir a chia em sopas, saladas, sorvetes, cereais ou qualquer alimento que você quiser. Não se preocupe quanto ao sabor porque as sementes não vão alterá-lo significativamente.


Para controlar colesterol e glicose, as sementes devem ser ingeridas antes da refeição, e se você só quiser usufruir os benefícios delas, basta adicioná-las às refeições. Uma boa dica é inserir uma colher de sopa de semente de chia secas ou nove colheres de sopa de gel por dia, em sua dieta.



SAL DO HIMALAIA


Você já ouviu falar sobre o incrível cristal de sal que vem diretamente das montanhas do Himalaia? É embalado com alguns benefícios bastante surpreendentes e é um novo ingrediente surpreendente para adicionar a sua despensa. É uma alternativa absolutamente maravilhosa ao sal de mesa, e logo explicarei o porquê.


A história - Primeiro de tudo, o que faz o sal de cristal do Himalaia ser tão incrível? Cerca de 200 milhões de anos atrás, havia camas cristalizadas de sal que foram cobertas com lava. Sendo mantidas nesse ambiente intocado e imaculado que foi cercado por neve e gelo durante tantos anos significa que o sal foi protegido da poluição moderna. Muitas pessoas acreditam que este sal rosa é o mais puro sal que pode ser encontrado no planeta.


Minerais e energia - O sal do Himalaia contém os mesmos 84 minerais e elementos que são encontrados no corpo humano, que por si só é bastante impressionante! Alguns destes minerais incluem: o cloreto de sódio, sulfato de cálcio, potássio e magnésio.